Psicologia Infantil

03/09/2014 05:05 - Atualizado em 09/12/2016 11:02

Psicólogo infantil pode ajudar crianças com comportamento difícil

Agressividade é sinal de que a consulta ao psicólogo infantil pode ser necessária.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Muitos pais são chamados de forma frequente na escola por causa da hiperatividade dos filhos. Outros devido ao fato de que a criança não consegue se concentrar. Há também quem perceba ainda em casa uma falta de interação da criança. A questão é: quais situações indicam que é hora de recorrer a um psicólogo infantil?

psicologo-infantil

Não raro, crianças podem demonstrar em seus comportamentos características que indicam a necessidade de tratamento psicológico. Um quadro de falta de concentração, problemas na fala ou de interação social, por exemplo, podem indicar um Transtorno de Déficit de Atenção (TDAH) ou autismo.

Mas não necessariamente o pequeno tenha um transtorno psiquiátrico. Uma criança agressiva ou que não presta atenção na aula ou na sua volta pode apresentar deficiências na educação dada pelos pais ou, até mesmo, ser resultado de algum déficit diferente, como o auditivo ou visual.

Quando levar a um psicólogo infantil?

É possível que a consulta seja proveitosa mesmo que seja para garantir que a criança não precisa de tratamento. Mas se você está na dúvida sobre se deve levar ou não seu filho a um psicólogo infantil, confira alguns indícios de que a criança precisa de ajuda profissional:

- Dificuldade de interagir socialmente

Uma das causas mais comuns que levam os pais a recorrer a um psicólogo infantil é a falta de interação social que a criança pode apresentar. Ainda que muitas vezes em formato de timidez, o agravamento do quadro em forma de problemas de comunicação verbal, interação social e criatividade podem ser indicativos de um quadro de autismo. Além disso, outras características, como, por exemplo, a preferência por comidas pastosas e problemas com a textura e o cheiro dos alimentos, também devem ser levados em consideração e relatados ao médico.

- Intolerância e agressividade

Crianças que tendem a fazer birra por tudo o que querem e que não lidam bem com o não, não necessariamente possuem algum distúrbio psicológico. No entanto, o psicólogo infantil pode auxiliar a detectar onde está o erro. Mas é bom se preparar: muitas vezes, a conclusão profissional é de que a falha está nos pais e na cultura de compensação. Os filhos tendem a ser reflexo de sua criação. Por isso, esteja preparado para receber orientações relacionadas ao seu comportamento que irão mudar o comportamento da criança.

- Agitação e falta de concentração

A agitação frequenta da criança deve ser investigada por um psicólogo infantil. Isso porque é frequente que muitos educadores apontem imediatamente para TDAH, sugerindo interferência medicamentosa nem sempre necessária.

O psicólogo infantil e a escola

Muitos fatores diagnosticados por um psicólogo infantil podem estar atrapalhando o processo de aprendizagem de conteúdo do seu filho. O primeiro passo para detectar esses problemas é ficar sempre atento para problemas na formação de palavras, visto que isso pode caracterizar dislexia. Por isso, a importância do diagnóstico precoce para que antes o tratamento inicie e traga menos danos ao processo de aprendizagem.

Gostou das nossas dicas? Deixe um comentário e confira as novidades do Vivo Mais Saudável em nossa página no Facebook.

TAGS
psicologia
crianças
comportamento infantil

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ