Psicologia Infantil

26/06/2015 12:25 - Atualizado em 29/11/2016 03:53

Problemas de aprendizagem afetam a rotina infantil

Crianças com problemas de aprendizagem podem estar com a saúde ou o desenvolvimento cognitivo comprometidos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Seu filho está com dificuldade em entender o que você diz? Não lembra o que alguém falou minutos antes? Não consegue soletrar, escrever, calcular e ler mesmo com idade para isso? Essas características são comuns em crianças com problemas de aprendizagem. Muitas são vistas como desatentas e desinteressadas na escola, mas podem estar manifestando conflitos emocionais ou cognitivos.

São os professores que costumam fazer o primeiro diagnóstico, mas os pais também desempenham papel fundamental. Assim que percebem a dificuldade da criança em acompanhar a aula ou entender situações simples do dia a dia, devem procurar um psicopedagogo ou mesmo o pediatra. Quanto antes forem determinadas as causas, maior a chance de enfrentar com sucesso os problemas de aprendizagem.

problemas de aprendizagem

Identificando os problemas de aprendizagem

Você sabe como identificar os problemas de aprendizagem que podem estar incomodando o seu filho? Um dos sinais mais característicos é a dificuldade para ler. Se a criança chega muito perto do livro, lê em voz alta, omite e inverte palavras, repete a mesma linha duas vezes, faz pausas na leitura, coça muito os olhos e não compreende bem o que está lendo, a causa da dificuldade em aprender pode estar na visão.

Quando, ao escrever, a criança troca letras, não deixa espaço entre as palavras, não escreve nas linhas, não consegue definir se é destra ou canhota e tem o pensamento pouco organizado, a dificuldade está na escrita. Provavelmente, ela ainda não sabe ler corretamente e encontra problemas para escrever. Na matemática, pode inverter os números e não compreender as funções numéricas e cálculos.

Os problemas de aprendizagem podem também estar relacionados com a saúde dos pequenos. Se ficam resfriados, apresentam crises de asma ou alergias com frequência, podem ter a audição e fala comprometidas.

Dessa forma, podem pronunciar mal as palavras, depender dos outros para entender as propostas de aula, não responder perguntas corretamente, sentirem-se enjoados e reclamar de não ouvir direito. Além disso, é comum que não consigam seguir mais de uma orientação ao mesmo tempo e coloquem os aparelhos de TV e rádio em volume muito alto.

Na escola, eles podem demonstrar problemas emocionais ou sociais de forma hiperativa, não prestando atenção ou se retraindo e mostrando baixa autoestima. Em geral, são aquelas crianças que não conseguem distinguir entre esquerda e direita e não praticam esportes e atividades simples, como amarrar o sapato ou apontar o lápis.

Como lidar com os problemas de aprendizagem

Os problemas de aprendizagem não podem ser encarados como simples desatenção ou falta de interesse da criança. Por estarem relacionados a dificuldades inerentes dos pequenos, questões cognitivas, comportamentais e de saúde visual e auditiva, é necessário que os professores e pais estejam preparados a reconhecê-los.

Um dos principais reflexos desses problemas para aprender está no desempenho escolar. Na rotina da criança, também é possível perceber quando ela não corresponde às expectativas dos ensinamentos passados pelos pais. Nesse caso, deve ser buscado o psicopedagogo ou o pediatra, que podem fazer uma análise mais profunda e indicar o tratamento mais adequado.

Desde cedo, os responsáveis já podem perceber atrasos no desenvolvimento da fala, dos movimentos e da compreensão em seus filhos. Por isso, quando eles demonstrarem a dificuldade, busque logo uma ajuda especializada.

Que tal seguir essas dicas de orientação infantil para ajudar o seu filho? Deixe um comentário! E fique por dentro das novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
crianças
escola
ensino
educação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ