Psicologia Infantil

05/08/2014 09:00 - Atualizado em 06/12/2016 07:44

Os limites do namoro na infância: Quando os pais devem interferir

Proibir totalmente o namoro na infância não é a melhor opção para lidar com a situação.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O namoro na infância pode ser um problema na vida dos pais. Especialmente se não confiarem na educação que deram aos seus filhos. O reflexo do comportamento dos pequenos em suas relações são os ensinamentos repassados por aqueles que são responsáveis por sua educação.

Namoro na infância reflete educação recebida

A preocupação com o namoro na infância não deveria ser tão grande, porque é uma situação comum atualmente. Antes de conversar com a criança, tente entender o motivo de sua angústia.

namoro-na-infancia
Pais devem ficar atentos ao namoro, mas evitar proibir que seu filho se relacione. Foto: Shutterstock

7 dicas para lidar com o namoro na infância

Veja abaixo dicas de como lidar com o namoro na infância de seus filhos.

1. A idade: Atualmente, não existe uma idade ideal para que se comece a namorar. Pais mais protetores certamente vão querer que as filhas, por exemplo, comecem a namorar muito tarde. Mas é preciso analisar o perfil de seus filhos. Jovens irresponsáveis necessitam de uma atenção maior nessa questão.

2. A sua posição: A decisão dos pais quanto ao namoro está fortemente conectada à educação que se deu ao filho. Se você acha que o seu filho não é responsável o suficiente para ter um namoro na infância, você deve analisar o tipo de educação que deu para ele e com que maturidade ele encara essa situação em sua vida.

3. Oriente e seja orientado: É preciso orientar o seu filho. Atualmente, existem conceitos como “ficar”. Ele representa a curtição do momento. É importante que o jovem compreenda esses conceitos. Entretanto, em boa parte das vezes, são os próprios filhos quem orientam os pais sobre esses termos e tendências.

4. Evite proibir: Os pais apenas devem proibir um relacionamento quando notarem que existe algum problema sério na relação. Muitas vezes, a ingenuidade de algumas crianças pode lhes colocar em situações mais delicadas. Somente aí os pais devem proibir e intervir de forma mais drástica no relacionamento.

5. Namoro escondido: Existem muitos filhos que optam pelo namoro escondido. Antes de castigar por isso, é importante compreender o que ocasionou a situação. Em muitos casos, a origem está na proibição dos próprios pais.

Os filhos não encontram o apoio de seus pais e optam por namorar na rua, escondidos. Isso serve de reflexão para os pais. Você prefere seus filhos namorando escondidos na rua ou dentro de casa?

6. Diferença de idade: A regra geral é a de que é o próprio jovem que deve saber com quem ele quer se relacionar. Porém, em casos em que jovens de 15 anos se relacionam com pessoas muito mais velhas, o ideal é que os pais estejam ativos nessa relação. Mas com pequenas diferenças de idade, isso não costuma ser um problema.

7. Conheça antes de tomar partido: Antes de tomar alguma decisão quanto o relacionamento do filho, uma sugestão é buscar conhecer a pessoa com quem ele está se envolvendo. Marque algum jantar, visite sua casa, converse com os seus pais. Tudo isso auxiliará para que você fique mais tranquilo quanto ao relacionamento.

Como você viu, existem diversas formas de lidar com o namoro na infância. Cada pai deve encarar a situação conforme o que acredita que seja o melhor para o filho. E você, lida bem com essa experiência?

Leia também:

Estabelecer limites é essencial

Aprenda a lidar com uma criança que mente

Agressividade deve ser tratada com cautela

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ