Psicologia Infantil

05/09/2014 07:12 - Atualizado em 07/12/2016 05:18

Entenda por que as crianças francesas não fazem birra

Educação e firmeza dos pais confirmam a crença de que crianças francesas não fazem birra.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Os franceses são referência em se tratando de moda, de gastronomia e de educação infantil. Sim: de acordo com a jornalista americana Pamela Druckerman, autora de best-sellers focados ao ensino, as crianças francesas não fazem birra.

Isso porque, garante a escritora, elas são criadas de forma diferenciada. Conforme Pamela, a nação deveria, aliás, servir de modelo. Mãe de três filhos, ela mora em Paris e é só elogios à maneira francesa de educar. Suas impressões estão reunidas em livros.

criancas-francesas-nao-fazem-birra

Crianças francesas não fazem birra e respeitam os pais

Segundo a periodista, a criação dos pequenos por lá é baseada em uma premissa: os direitos dos pais devem ser respeitados. Como observa a autora, os franceses não vivem em função dos seus filhos, tampouco os tratam como "reizinhos" como frequentemente acontece na educação americana, referencial brasileiro. Criar filhos, portanto, faz parte de um processo, não é um projeto de vida.

O segredo dos europeus, registra Pamela, é não tolerar caprichos e não negociar, ou seja, saber dizer não e manter-se firme em seu posicionamento. A metodologia dá a entender que funciona quando se observa que as crianças francesas não fazem birra.

Até os cinco anos de idade, ensinam psicólogos, não adianta perder muito tempo com longas explicações. Negar o pedido de uma criança basta para que ela entenda que não pode fazer ou receber algo.

A escritora americana notou também a facilidade com que os filhos se comportam à mesa, comendo o que lhes é oferecido, sem pirraças. Para ela, tal disposição é fruto do empenho dos pais, que estabelecem horários fixos para as refeições e, desde pequenos, encorajam-lhes a provar de tudo.

Na opinião de Pamela, as crianças francesas não fazem birra neste ponto porque os pais são restritivos. Não existe essa de menu diferenciado porque a molecada resiste a certos alimentos. Assim, ainda quando muito pequenos, aprendem a saborear e a respeitar comidas feitas a partir de ingredientes frescos, por exemplo.

criancas-francesas-nao-fazem-birra

Pais no controle desde o nascimento dos filhos

O horário de ir para a cama é outro aspecto seguido à risca por pais e filhos. Quando ainda bebês, os pais só se levantam para checar o choro depois de alguns minutos, após perceberem que o recém-nascido não irá voltar a dormir sozinho.

A etiqueta é mais um tópico em que os franceses demonstram ter muito a ensinar. É que, desde muito pequeninos, já são instruídos a utilizarem palavrinhas como "obrigado", "bom dia" e "por favor". Portanto, arrisca-se dizer que as crianças francesas não fazem birra porque são bem orientadas e educadas de maneira a saber esperar, assim evitam constrangimentos e melhoram suas relações em grupo.

Para os cidadãos da França, aliás, mais importante que transmitir conhecimentos matemáticos ou de escrita aos em idade pré-escolar é repassar a importância de habilidades como concentração, relacionamento e autocontrole, que para eles serão bastante úteis quando adultos.

Parece não haver tanta pressão sobre as crianças para que aprendam a caminhar, a falar ou ler antes do tempo como parece haver nas culturas influenciadas pelos Estados Unidos.

Quando menos pressionados, os infantes costumam aprender a aproveitar mais momentos especiais e a dedicarem-se às atividades que mais gostam sem culpa, os chamados “momments privilegies” dos franceses.

Enfim, se as crianças francesas não fazem birra, é porque seus pais souberam encontrar o equilíbrio entre dar limites e carinho, sem exceder-se em nenhum dos dois.

Gostou das nossas dicas sobre as crianças francesas? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
educação infantil
psicologia
pais e filhos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ