Psicologia Infantil

23/05/2015 05:14 - Atualizado em 19/08/2016 05:43

Entenda como funciona o desenvolvimento da linguagem

O desenvolvimento da linguagem pode ser aprimorado na criança com a ajuda dos adultos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Pais costumam ser ansiosos e querem ver logo o seu filho caminhando e falando. Qual será a primeira palavra pronunciada? Falará primeiro "papai" ou "mamãe"? Essas são dúvidas comuns, mas é importante entender que cada criança passa por um processo diferente de desenvolvimento da linguagem.

Ainda assim, mesmo com todas as diferenças, é possível estabelecer um padrão através do qual ele ocorre. Em cada idade, os pequenos recebem estímulos diferentes para aprender a se comunicar, expressar e falar com os outros.

Para os pais, muitas vezes é difícil saber como ajudar seus filhos na evolução comunicativa. Ao compreender o que está ocorrendo com as crianças, fica mais fácil dar aquele empurrãozinho. Veja a seguir como ocorre o desenvolvimento da linguagem dos pequenos por faixa etária de descubra o que fazer para estimulá-los.

desenvolvimento da linguagem

Desenvolvimento da linguagem por etapas

0 a 1 ano

O bebê utiliza o corpo para se comunicar. Eles começam a emitir e repetir sons, e passam a entender o que algumas palavras significam a partir da entonação.

Não devem ser estimulados de forma muito complexa: apenas narre o que acontece, converse pausadamente e dê nome a pessoas e objetos. É na faixa dos 12 meses que a criança consegue compreender o que significa cada coisa.

1 a 2 anos

Alguns fonemas começam a ser pronunciados, principalmente aqueles com “p”, “b”, “t”, “d”, “g”, “m” e “n”, que são mais simples de articular. As primeiras sílabas começam a ser formadas e repetidas, também podendo se tornar algumas palavras, como “mamãe”, “papai” e “vovó”. Até os dois anos, é comum que aprendam também fonemas com “nh”, “f”, “v”, “s” e “z” e algumas frases pequenas.

2 a 3 anos

É nessa etapa que os pais poderão perceber a maior diferença, já que a criança aprende os fonemas complexos, como os sons de “ch” e “l”. As palavras começam a ter menos trocas de letras e as frases mais longas são formadas. Nessa fase, ela também consegue dialogar com os pais.

3 a 4 anos

As frases passam a ter praticamente todos os elementos estruturais, com pequenos erros na conjugação verbal. Os fonemas de “rr”, “r” e “lh” são incorporados em algumas palavras que elas usam mais, como “coelho”, por exemplo.

4 a 5 anos

Aqui, os fonemas são aprendidos por completo, finalizando o processo de desenvolvimento da linguagem. Até os cinco anos, a criança provavelmente já falará as palavras da forma correta, associando consoantes e vogais.

Como ajudar no desenvolvimento da linguagem

Estimular os pequenos durante o desenvolvimento da linguagem é bastante simples. Os pais podem contar histórias, cantar músicas e brincar com letras. O ato de manter um diálogo simples, com as palavras bem articuladas, é fundamental para que aprendam os sons da maneira correta.

O hábito de ler para crianças também é muito importante. É com a leitura que elas aprendem a se concentrar e manter o foco em apenas uma atividade. As histórias infantis aumentam o vocabulário, atiçam a curiosidade e estimulam as inflexões vogais. Se não bastassem esses benefícios para a linguagem, ainda deixam as crianças mais criativas.

A música é outra forma de ajudar o desenvolvimento da linguagem. Com ela, as crianças aprendem a noção de ritmo, tempo e espaço da fala. Também conseguem captar melhor o som dos fonemas e ampliar o vocabulário.

Quem conversa com as crianças também deve evitar falar de modo infantilizado. É você quem ensina a falar e não elas. Falar com o bebê no diminutivo atrapalha a aprendizagem dos pequenos.

Gostou das dicas de orientação infantil? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
linguagem
comunicação
crianças
educação infantil

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ