Psicologia Infantil

27/02/2015 04:21 - Atualizado em 09/12/2016 08:30

Criança manhosa pode ser acalmada com atitudes simples

Para lidar com a criança manhosa, converse e explique que não existem motivos para o choro.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Nos Estados Unidos, pais costumam utilizar o termo terrible twos, que pode ser traduzido como "terríveis dois anos". A expressão faz referência ao segundo ano de vida da criança, quando ela tende a se tornar bastante manhosa. Porém, é perigoso chamar o filho de "terrível" apenas em função da birra.

manhosa

Integrantes do Seedlings Group, especializado em desenvolvimento infantil, dizem que as crianças são, muitas vezes, incompreendidas. O comportamento característico da fase, que inclui a falta de obediência, é um teste de limites e de compreensão para pais e filhos. Portanto, é hora de aprender a contornar as situações.

Manhosa para sempre?

Segure as rédeas e contenha as birras da criança manhosa. Os psicólogos avisam que a manha surge, geralmente, aos dois anos, tem seu ápice aos três, mas costuma cessar aos quatro. Especialistas da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) dizem que o errado é apoiar e ceder aos desejos do pequeno. O pulso firme é mais que necessário.

Além disso, os estudiosos garantem que, aos quatro anos, a criança já assume controle pelos impulsos e passa a ser mais compreensiva, ouvindo e processando melhor os conselhos paternos. Porém, é preciso atenção, caso as crises de birra não passem até os sete. Nesse caso, o problema é visto como transtorno de conduta e requer tratamento.

Como agir com criança manhosa

O co-fundador do Seedlings Group, Bronwyn Charlton, recomenda aos pais de uma criança manhosa que respirem fundo e sigam algumas dicas para não perder o controle. A primeira delas é dar um bom exemplo.

Tratar as crianças com calma é muito importante, pois essa é a maneira correta de lidar com raiva, tristeza e frustração, os principais sentimentos expressos na manha.

Logo que a criança ficar manhosa, mostre-a como se tranquilizar, respirando fundo, contando até dez ou tentando explicar por que ela não deve chorar. Vá perguntando o que ela sente e faça-a compreender o que é certo e o que é errado. Demonstrar sentimentos é importante, mas na medida certa. Você é quem manda, lembre-se disso.

Opções devem ser calculadas pelos pais. Permita que seu filho escolha o que vai vestir ou qual a brincadeira da vez. Porém, limite a variedade. Dê apenas duas ou três. Quanto mais rápido ele achar que toma a decisão e “controla o jogo”, mais rápido passa pela fase.

Mas essa dica, da terapeuta infantil Regiane Glashan, só é válida quando realmente pode haver opção. Regras como ir para a cama cedo ou levantar para ir à escola não são passíveis de discussão. Oriente a criança manhosa com carinho, mas não ceda às exigências dela.

Deixe seu filho se expressar

Crianças são mais felizes se podem expressar emoções. Por isso, na hora do choro, tente entender o real motivo - se é apenas manha ou algo sério. Se for birra, distraia com filmes, música, danças ou mesmo palhaçadas. Direcione a atenção dela para o que você quer que ela entenda e mostre como é o comportamento adequado em cada situação.

Gostou das dicas de psicologia infantil? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
criança
birra
orientação infantil
manha

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ