Psicologia Infantil

07/04/2016 12:00 - Atualizado em 07/12/2016 05:29

Conheça os benefícios da aula de dança para os pequenos

Atividade eleva a autoestima e diminui a agressividade das crianças.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Está em dúvida sobre qual atividade física seu filho vai gostar? Que tal uma aula de dança? Estudos comprovam diversos benefícios dessa prática entre os pequenos. Conheça alguns deles e coloque seu baixinho para bailar!

Dança ajuda no desempenho escolar

Um dos benefícios da aula de dança na vida dos pequenos é ajudá-los a aperfeiçoar suas habilidades escolares. Filhos que, por inibição e timidez, tenham dificuldades para progredir nas notas e na socialização com os colegas podem encontrar um caminho para consolidar e afirmar sua própria personalidade.  É o que afirma a professora Carmen Orofino, do Atelier-Escola Viva, de São Paulo.

“A dança permite conhecer o próprio corpo e, com isso, ampliar a capacidade de se expressar e de se comunicar do indivíduo, criando a autoestima que vai servir de base por toda a sua vida", completa a professora.

crianças em aula de dança

Aula de dança aguça a criatividade

Outra vantagem de se incorporar a aula de dança à grade curricular, por exemplo, está no desenvolvimento da criatividade desde cedo. Segundo pesquisa publicada na Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, a atividade lúdica ajuda as crianças a estimular a capacidade de solucionar problemas de maneira criativa.

O estudo conclui que, dessa forma, o jovem desenvolve uma melhor relação consigo mesmo e com os outros, ampliando seu repertório de movimentos. Além disso, a publicação ratifica outras qualidades da prática, como aguçamento da memória e do raciocínio e aprimoramento da autoestima e da autoconfiança.

Em outra pesquisa que estuda os benefícios da aula de dança para pequenos, podem-se encontrar as vantagens de uma modalidade específica, o balé clássico. Em estudo realizado pelo Centro Universitário Filadélfia (Unifil), constatou-se que o estilo ajuda a definir um senso de responsabilidade entre os praticantes.

A investigação mostrou que o caráter educativo e formativo do balé pode oferecer o despertar e a construção da disciplina por meio de reforço do autocontrole e de comportamentos socialmente aceitáveis.

Além dessas habilidades, a dança também apresentou ganhos físicos às crianças. Aumento da resistência corporal, melhora da postura e mais flexibilidade foram as principais diferenças notadas pelas bailarinas, depois do início das aulas.

Dança como atividade de inclusão

Engana-se quem pensa que os benefícios da dança acabam por aí. Em estudo realizado pelo Instituto Catarinense de Pós-Graduação em Psicologia, a atividade lúdica foi trabalhada como uma ferramenta anti-estresse e de inclusão.

De acordo com a pesquisa intitulada “A Dança e seus efeitos no desenvolvimento das inteligências múltiplas das crianças”, a prática canaliza o excesso de energia, combatendo sintomas da agressividade. Além disso, concluiu-se que os seus valores estéticos e comportamentais podem funcionar como uma excelente maneira de incluir pessoas com deficiência na sociedade.

Mas será que seu filho curtiria uma aula de dança? Deixe sua opinião nos comentários! Se gostou do artigo, aproveite para compartilhar as informações com outros pais e mães! E não se esqueça de conferir as dicas de saúde e bem-estar que o Vivo Mais Saudável traz para toda a família.

TAGS
saúde
atividade física
timidez
criatividade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ