Psicologia Infantil

15/02/2016 06:00 - Atualizado em 05/12/2016 11:31

Conheça as fases do desenvolvimento intelectual da criança

Pais devem oferecer um ambiente que estimule as potencialidades dos pequenos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O desenvolvimento intelectual da criança envolve diferentes estágios de inteligência cognitiva, emocional, social e biológica. Para entender um pouco mais sobre o assunto, conversamos com a médica psiquiatra Jandira Acosta. A especialista contou sobre os chamados quatro estágios da teoria de Jean Piaget e destacou a importância da atenção dos pais durante esse processo. Confira!

O desenvolvimento intelectual infantil

Dra. Jandira explica que a ciência diverge um pouco sobre o que mais interfere no desenvolvimento do intelecto. Segundo ela, as teorias psicanalíticas salientam a importância das relações iniciais com os cuidadores. Além disso, sugerem que as necessidades da criança mudam com a idade. Assim, pais e responsáveis devem se adaptar continuamente.

Já as teorias da aprendizagem afirmam que o desenvolvimento resulta de um acúmulo de experiênciasAs teorias cognitivas, por sua vez, enfatizam aspectos mentais do desenvolvimento, tais como lógica e memória, tendo como exemplo principal o trabalho de Piaget.

O pesquisador sugeriu que o pensamento lógico se desenvolve em quatro estágios universais, do nascimento à adolescência. Em cada fase, a criança constrói um tipo diferente de estrutura cognitiva. "Já o psicólogo desenvolvimentista Lev Vygotsky lançou a hipótese de que as interações sociais entre as crianças são essenciais tanto para o desenvolvimento cognitivo quanto social", conta Dra. Jandira.

desenvolvimento intelectual, criança com gráfico

4 estágios de Piaget

A seguir, você conhece os quatro estágios da teoria de desenvolvimento intelectual de Jean Piaget, conforme explicados no livro "A Criança em Crescimento", de Denise Boyd e Helen Bee.

Nascimento a 24 meses (Sensório-motor)

Bebês utilizam esquemas sensórios e motores para agir sobre o mundo ao redor. Eles começam a usar símbolos, tais como palavras isoladas e brincar de faz de conta, próximo ao fim desse período.

24 meses a 6 anos (Pré-operatório)

As crianças adquirem esquemas simbólicos, tais como linguagem e fantasia. Aos 2 anos, sabem utilizar símbolos tanto para pensar quanto para comunicar. Elas desenvolvem a capacidade de assumir o ponto de vista dos outros, classificar objetos e utilizar lógica simples no fim desse estágio.

6 anos a 12 anos (Operacional concreto)

Nessa etapa, os pequenos começam a pensar logicamente e se tornam capazes de resolver problemas. A lógica da criança dá um grande salto com o desenvolvimento de novas operações internas, tais como conservação e inclusão de classes, mas ainda está atrelada ao mundo conhecido. No fim do período, ela sabe raciocinar sobre perguntas hipotéticas simples.

Acima de 12 anos (Operatório-formal)

Os jovens aprendem a pensar logicamente sobre ideias abstratas e situações hipotéticas. Eles começam a manipular ideias. Na idade adulta, podem facilmente lidar com diversas perguntas hipotéticas, aperfeiçoando muito a capacidade de organizar objetos mentalmente.

Saiba Mais
Lanche escolar fica mais saudável com o biscoito integral
Ansiedade infantil prejudica o rendimento escolar
Aprenda a driblar o consumismo infantil

Como potencializar o desenvolvimento

Dra. Jandira explica que as interações indivíduo-ambiente incluem fatores biológicos, genéticos, sociais e culturais que agem simultaneamente sobre o desenvolvimento. A cada novo estágio, ocorre o ganho de novas aquisições.

"Para o desenvolvimento normal da criança, além de ter uma base biológica e genética favorável, é necessário um ambiente que estimule suas capacidades e desenvolva seus potenciais", orienta a médica psiquiatra.

Conflitos familiares, históricos e culturais, assim como difícil acesso à saúde e à educação, são fatores que influenciam negativamente. A dupla adversidade – ser uma criança vulnerável em um ambiente desfavorável – ocasiona resultados muito pobres para o pequeno.

Você costuma acompanhar o desenvolvimento intelectual do seu filho? Lembre-se de consultar um especialista, caso note qualquer sinal de que algo não está bem. Aproveite e confira também outras dicas de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
aprendizagem
escola
ensino
inteligência

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ