Psicologia Infantil

16/11/2014 04:48 - Atualizado em 09/12/2016 01:59

Como é a rotina de uma criança com síndrome de Down

Acompanhamento especial é necessário para criar uma criança com síndrome de Down.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O ritmo de desenvolvimento mais limitado que apresenta uma criança com síndrome de Down é visto como um desafio para os pais desde o momento do nascimento. Porém é plenamente possível contribuir para a formação de um ambiente mais propício para um desenvolvimento satisfatório da criança portadora da síndrome, o que muitas vezes compreende a união de esforços de toda a família, dos amigos e de uma equipe de profissionais.

Cuidados com a criança com síndrome de Down

Desde o médico assistente, que deve estar atento aos problemas fisiológicos, em especial aqueles ligados ao coração e ao sistema respiratório, os mais delicados na primeira infância, passando até mesmo pela possibilidade de intervenção de um cirurgião cardíaco para eliminar problemas congênitos. Essas cirurgias, porém, não costumam ser complicadas e possuem alta probabilidade de sucesso.

sindrome-de-down

Além de todos os cuidados básicos de saúde aos quais qualquer criança deve ser submetida, como vacinas, exames e acompanhamento do crescimento, a tireoide é outro detalhe que precisa ser constantemente observado nessas crianças, e, quando necessário, receber medicação. Além disso, em razão de ocorrer uma redução do tônus dos órgãos ligados à função da fala, se faz necessária ainda a presença de um profissional de fonoaudiologia, de forma a garantir a qualidade da comunicação e desenvolvimento da linguagem da criança com síndrome de Down.

No entanto, o mais importante para garantir o desenvolvimento correto e também possibilitar o convívio social da criança com síndrome de Down é a formação e a consolidação de um ambiente familiar adequado. Pais ou responsáveis atentos e que procurem estar sempre informados, sendo capazes de contribuir desde cedo com o processo de aprendizagem, sabendo colaborar e estabelecendo uma boa realação com a equipe de profissionais especializados que vai acompanhar seu filho são o ponto de partida e também de equilíbrio dessa formação. Mais tarde, esse empenho conjunto de pais, educadores e terapeutas tem grandes chances de gerar resultados surpreendentemente positivos.

Rotina da criança com síndrome de Down

De maneira geral, a rotina da criança com síndrome de Down não é tão extremamente diferente daqueles cuidados que são prestados às crianças sem a síndrome na mesma faixa etária. Para eles, continua sendo necessário o mesmo carinho, a mesma vontade de ajudar a crescer, sabedoria para estimular a independência, dedicação para acompanhar o processo de aprendizado, e o cuidado diário, carinhoso e amoroso de conviver, de forma natural e espontânea, conhecendo, entendendo e aceitando as limitações individuais de cada criança.

Na maioria dos casos, os pais de uma criança com síndrome de Down desenvolvem a tendência à superproteção e excesso de zelo. É necessário, no entanto, observar até que ponto o eles não estão se tornando inimigos do crescimento emocional, social e intelectual da criança. Por esse motivo, o acompanhamento psicológico para os pais, ajudando-os a encontrar maneiras de dosar sua preocupação sem prejudicar ou retardar o amadurecimento infantil, também exerce papel muito importante na rotina de uma família de um portador da síndrome.

Gosta das nossas dicas de bem-estar? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
família
saúde
psicologia infantil
crianças

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ