Psicologia Infantil

27/09/2014 08:13 - Atualizado em 24/11/2016 06:42

Bullying de irmão pode fazer da criança um adulto depressivo

Pesquisa aponta que vítimas do bullying de irmão têm mais chances de desenvolver transtornos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Brigas entre irmãos são comuns na infância. Mas é preciso cuidar para que esses desentendimentos não saiam do controle. Quando uma das crianças se torna uma vítima frequente, a situação pode resultar em um problema sério. Mexer ou quebrar brinquedos de propósito, agredir fisicamente ou então falar algo para deixar o outro com medo e com sentimento de humilhação são sinais do bullying de irmão.

bullying-de-irmao

Como acontece o bullying de irmão

Quando alguém pratica atos repetitivos de violência física, moral ou psíquica contra outra pessoa, afetando a sua saúde mental ou física, se carateriza como bullying. Essas atitudes criam um ambiente de estresse e ansiedade para a vítima, que pode desenvolver problemas psicológicos devido à situação.

Em muitos casos, os pais acabam não dando atenção para as briguinhas dos filhos, sem querer entender o que está acontecendo. Mas é importante saber que o bullying de irmão começa com pequenos desentendimentos, que acabam piorando com o tempo por não serem resolvidos.

Esse problema pode acontecer devido a sentimentos de ciúmes e rivalidade entre os irmãos, que se tornam excessivos e saem do controle. Na maioria das veze,s uma das crianças se sente excluída ou menos valorizada pelos pais, buscando assim menosprezar o irmão para chamar a atenção. A partir disso, a criança vítima pode começar a apresentar sintomas relacionados a sua saúde mental e emocional.

As crianças que sofrem bullying apresentam dificuldades posteriormente, inclusive na adolescência e até na fase adulta. Os sinais que podem ser percebidos ainda na infância são o aumento da agressividade, a diminuição da tolerância e o isolamento, principalmente em ocasiões familiares.

As vítimas também ficam mais caladas e com baixa auto estima, podendo apresentar problemas relacionados a distúrbios de sono e alimentação.

Bullying de irmão aumenta risco de depressão

Com a relação conturbada na infância, a vítima pode apresentar sequelas quando chega à fase adulta. Além do afastamento e da má relação com familiares, ela também tem uma probabilidade maior de desenvolver problemas psicológicos, como depressão.

Um estudo realizado por pesquisadores das Universidades de Oxford, Warwick, Bristol e Londres apontou que o impacto do bullying de irmão durante a infância pode estar associado a transtornos psiquiátricos no início da fase adulta.

A pesquisa foi feita com milhares de famílias com crianças de 12 anos de idade, entre os anos de 2003 e 2004. Depois de seis anos, foi feita uma avaliação do estado mental dos entrevistados.

A maioria das crianças afirmou não ter sido vítima de bullying. Desse total, aos 18 anos, 6,4% tinha algum tipo de depressão, 9,3% sofria ansiedade e 7,6% já havia se automutilado. Já as 786 crianças que afirmaram ter sofrido bullying de irmão apresentaram o dobro das taxas. Nesse grupo, 12,3% tinha algum tipo de depressão, 16% sofria de ansiedade e 14% havia se automutilado.

Como evitar o problema

A principal forma de evitar que ocorra o bullying é os pais terem atenção redobrada quanto ao comportamento dos filhos. As dicas a seguir podem ajudar nessa tarefa:

- Os pais devem ser justos com as crianças

- Evitar fazer comparações entre os filhos

- Ajudar os irmãos a lidar com as próprias diferenças

- Tentar ser imparcial diante de um conflito entre os filhos

- Ajudar a resolver os conflitos

- Se for necessário, buscar a orientação de um profissional.

Gostou das nossas dicas sobre bullying de irmão? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
infância
comportamento
depressão
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ