Psicologia Infantil

12/10/2015 09:00 - Atualizado em 26/05/2016 03:11

Atividades infantis: Eduque a criançada com diversão

Reserve uma hora do seu dia para brincar e ensinar valores para seus filhos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Após uma longa jornada de trabalho, nem todos os pais têm tempo para os filhos. É preciso cuidar da casa, do jantar e do próprio descanso. Porém, é muito importante reservar umas horinhas do dia para a prática de atividades infantis. Divertidas, lúdicas e educativas, elas servem como estímulo para novos aprendizados.

Entenda a importância de estar presente durante as brincadeiras da criançada e saiba de que forma você pode ajudar.

mãe e filha na bicicleta é uma das atividades infantis

Atividades infantis educam?

Sim! Durante as brincadeiras, surgem alguns conflitos. A partir deles, você tem a oportunidade de intervir e ensinar. “O adulto deve sentar junto à criança, questionar seus atos e atitudes, perguntar se poderia ser feito de outra forma e ajudá-la a achar outras hipóteses”, explica a psicóloga Mônica Wille.

Após a explicação, a criança terá maturidade para entender os erros cometidos e começará a perceber quais são as diferenças de cada ato. “Esse tipo de intervenção exige a presença dos responsáveis física e emocionalmente”, destaca a psicóloga.

Saiba Mais
Momento lúdico: aprenda como fazer pipa
Ensino infantil: Conheça os métodos pedagógicos
Brincadeiras também são atividades para educação infantil

Os adultos podem desenvolver quaisquer atividades infantis junto às crianças. Para começar, basta estar presente e esperar o convite do pequeno. O que importa, de acordo com a psicóloga, é estar junto. "Se os pais desejam participar, podem se oferecer ou propor uma brincadeira”, sugere.

Se a resposta for negativa, não perca as esperanças, nem faça chantagens. Elas podem ser identificadas como uma ameaça. Por isso, jamais diga frases como “eu posso brincar com você agora. Se não quiser, depois não reclame”.

Por outro lado, a psicóloga destaca a importância da sinceridade nos momentos de esgotamento. Se você não tem energias para participar, exponha isso. “As crianças percebem quando os pais e mães estão se esforçando para estar presentes e elas mesmas, muitas vezes, acabam dispensando-os por perceberem que não estão a fim”, afirma Mônica.

criança desenhando, outra das atividades infantis

Os benefícios das atividades infantis

Além de divertidas, elas fazem diferença na qualidade do vínculo estabelecido entre pais e filhos. “As atividades lúdicas ajudam as crianças a desenvolver suas potencialidades físicas, motoras, cognitivas, emocionais e sociais se divertindo”, aponta a especialista.

Atividades físicas e brincadeiras de competição também levam a criança a querer superar o adulto. “A brincadeira ensina ao pequeno que ele nem sempre vencerá e que isso não é tão ruim assim”, diz Mônica.

Para garantir o divertimento dos filhos, porém, os pais também podem facilitar o jogo. “O adulto pode deixar a criança ganhar às vezes, mas também é importante mostrar q há pessoas mais hábeis e ágeis e que isso não é ruim, pois do contrário ela não precisaria se desenvolver e aprender mais nada.”

Quais são as atividades que você costuma propor ao seu filho? Deixe um comentário! E continue de olho no Vivo Mais Saudável para conferir outras dicas de bem-estar para toda a família.

TAGS
educação
aprendizagem
desenvolvimento infantil
valores

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ