Psicologia Infantil

24/09/2014 11:02 - Atualizado em 23/11/2016 02:30

Aprenda como lidar com manha de bebê passo a passo

Saber como lidar com manha de bebê é fundamental para impor limites ao filho.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Imagine que você está almoçando em um restaurante e, de repente, uma criança começa a chorar. O choro se intensifica e a criança se joga no chão, batendo braços, pernas e pedindo alguma coisa que seus pai negam.

Cena bastante comum, não? É um caso típico de birra infantil e que parece incontrolável aos olhos adultos. Mas é possível superar essas situações se os pais souberem como lidar com manha de bebê.

como-lidar-com-manha-de-bebe

Como lidar com manha de bebê: Origem do problema

A fase de birra e contrariedade começa aos 2 anos de idade. É a busca das crianças pela independência, pela autonomia. Elas começam a entender que precisam expressar suas vontades de alguma forma para que conquistem aquilo que desejam. O problema é que, nessa idade, os pequenos ainda não têm noção de como pedir o que desejam e acabam exagerando.

É um momento de transição. Até então, quando choravam de fome, ganhavam leite; quando gritavam de cólicas, ganhavam remédio e, se precisavam de atenção, um chorinho fazia toda a diferença. Entender que nem tudo o que precisam pode ser conquistado com dramas é um processo difícil e o pulso firme dos pais, unido ao conhecimento sobre como lidar com manha de bebê, é imprescindível.

Aprenda como lidar com manha de bebê em 5 passos

1 - Sem agressividade

Independente de qual seja o motivo ou quanta atenção o seu filho tenha chamado, nunca seja agressivo com ele. A hostilidade não imporá o respeito necessário e, provavelmente, a cena se repetirá em outro dia. Além disso, você atrairá ainda mais os olhares das outras pessoas. Bater – mesmo que seja uma palmada leve – não é o caminho para resolver nada. Exclua essa possibilidade da sua lista.

2 - Seja coerente

Uma das principais regras de como lidar com manha de bebê é a coerência: se você disse que não faria o que a criança queria, mantenha a sua decisão. Não ceda sob a pressão feita pelo escândalo do seu filho. Não mudar de ideia e não aceitar as imposições da criança ensinarão a ela que você é quem toma as decisões e que o choro dela não será motivo para que você acate os desejos infantis.

3 - Previna-se

Se você vai ao supermercado com a criança, avise antes de sair de casa o que ela pode e o que não pode comprar. Não dê margens para gritos e lágrimas. Estipule limites e siga a regra anterior: se vocês combinaram 2 doces, não compre 3. Coerência sempre. Os contratempos podem tirar você do foco e aí acabará entregando-se às vontades do filho. Preparação é a chave do sucesso.

4 - Seja o exemplo

Dizer ao seu filho que ele não pode gritar para pedir as coisas e tratar o atendente de loja aos berros quando ele diz que não pode fazer algo não é o caminho para aprender como lidar com manha de bebê. Não admite gritos? Não grite com ninguém. Fala para seu filho não bater portas e gavetas? Não o faça. Crianças aprendem por repetição e, não importa quanto você aconselhe, farão o que você faz.

como-lidar-com-manha-de-bebe

5 - Seja firme

De nada adianta estender longos sermões para uma criança: nem adultos conseguem prestar atenção em uma fala por muito tempo. Objetividade e firmeza são as chaves para entender como lidar com manha de bebê. Diga ao seu filho que vocês sairão do lugar porque ele não soube se comportar e que aquela atitude que ele tomou foi errada. Pronto, ele entenderá o recado.

Nessa idade, os filhos aprendem mais pelas atitudes do que pelas palavras – que ainda não assimilam muito bem. Ao chegar em casa, estipule para ele um castigo proporcional ao que ele fez e retome a explicação de quanto aquela atitude foi feia e deixou você envergonhada. Não significa que a manha não retornará, mas certamente isso não se tornará atitude recorrente pelo resto da infância.

Gostou das nossas dicas de como lidar com manha de bebê? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
comportamento infantil
criança
bebê

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ