Motivação

08/01/2016 04:00 - Atualizado em 13/11/2016 08:08

Xô, preguiça: Combata as causas desse problema

Aquela vontade de passar o dia inteiro no sofá não é nada incomum, mas pode ser driblada apostando em saudáveis.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quem nunca sentiu aquela fadiga após o almoço ou desânimo para começar a faxina da casa? A preguiça é algo natural, mas, em excesso, pode ser sinal de que algo não vai bem no organismo.

Arranjar uma desculpinha para deixar a tarefas para o dia seguinte até acontece de vez em quando. Só que, se isso se repete regularmente, vai refletir negativamente na sua vida.

Preguiça em excesso

O ócio não é ruim. Mas o excesso de "fazer nada" pode fazer mal. Uma coisa é tirar um dia para ficar deitado no sofá. Nesse caso, você está se recuperando do trabalho e poupar energia é uma boa opção. Outra coisa é recusar convites para sair porque você está com preguiça todo fim de semana.

A sensação de preguiça é causada pelo cérebro, quando há uma economia na energia. No frio, por exemplo, é natural nos sentirmos mais indispostos ao sair da cama quentinha, pois os músculos ficam tensos e o corpo gasta mais energia para se aquecer. O resultado? Acabamos nos sentindo mais preguiçosos.

Saiba Mais
Apneia do sono prejudica o bem-estar e a saúde
Organização da casa contribui para o seu bem-estar
5 trilhas sonoras para acabar com a preguiça de malhar

Segundo um estudo conduzido na Simon Fraser University, no Canadá, publicado na revista Current Biology, em 2015, os seres humanos são biologicamente propensos a se sentirem preguiçosos. Os pesquisadores descobriram que, quando não incentivado, o sistema nervoso subconsciente mantém o gasto de energia bastante baixo.

O prejuízo da preguiça acaba ocorrendo quando a sensação de desânimo vira um hábito e há uma dificuldade constante em iniciar ou concluir tarefas. Quando a preguiça é frequente, é preciso ficar atento à saúde do seu corpo. Ao mesmo tempo que pode ser uma situação passageira, também pode ser sinal de doenças mais graves, como depressão, narcolepsia ou síndrome de fadiga crônica.

Preguiça

4 dicas para mandar a preguiça embora

Se você vive arranjando desculpas para não sair do sofá ou se sente tentado a faltar um dia de trabalho sem grandes motivos, reunimos algumas dicas para você dar adeus à preguiça e curtir um dia a dia muito mais produtivo. Confira:

1 - Aposte em atividades prazeirosas

Trabalhar naquilo que você gosta é a melhor maneira de se sentir motivado a querer continuar. Mas nem sempre tudo é perfeito. Para driblar o desânimo, aposte em atividades de lazer que lhe proporcionem prazer nas horas vagas, como esportes, viagens ou encontros com amigos.

2 - Pense nos resultados

O grande vilão da preguiça é a motivação. Se bateu aquela preguiça para cozinhar, pense no prato delicioso que você vai saborear quando estiver pronto. Já se não está com vontade de sair de casa para trabalhar, foque nos seus objetivos relacionados a sua carreira.

3 - Movimente-se

Praticar uma atividade física traz diversos benefícios para a sua saúde. Entre eles, está a a melhora na disposição. Especialmente quando praticados pela manhã, os exercícios acabam contribuindo para que você se sinta mais ativo durante todo o dia.

4 - Alimente-se corretamente

Apostar em um cardápio equilibrado e saudável é uma forma de mandar a preguiça embora. Alimentos nutritivos proporcionam mais energia ao organismo (especialmente carboidratos integrais e gorduras boas), garantindo que você se sinta mais motivado para a realização de suas tarefas ao longo do dia.

Estabeleça metas e diga não à preguiça! Quais truques você costuma apostar para driblar a vontade de ficar em casa sem fazer nada? Comente e continue acompanhando as dicas de bem-estar do Vivo Mais Saudável.

TAGS
bem-estar
motivação
atividades físicas
nutrição

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ