Motivação

19/03/2016 11:00 - Atualizado em 27/11/2016 01:53

Trabalho do carpinteiro merece ser valorizado

No Brasil, ofício da carpintaria ainda mantém características regionais.

POR

Redação

  • +A
  • -A

No dia de São José, comemora-se também o Dia do Carpinteiro. A data é uma celebração ao pai de Jesus Cristo, que trabalhava transformando a madeira em casas e móveis.

A carpintaria se distingue da marcenaria porque, enquanto a primeira trabalha com a construção civil, a segunda é responsável pela mobília em madeira. Apesar de as funções serem diferentes, no dia 19 de março comemora-se o trabalho dos dois profissionais. Saiba mais sobre esses ofícios tão importantes para nosso dia a dia.

carpinteiro posa em meio a toras de madeira

Ofício do carpinteiro é bastante antigo

Todo profissional que lida com a madeira - lapidando, moldando e dando forma a ela - pode ser considerado um artista. Artesãos e escultores de casas e móveis, os carpinteiros fazem parte de uma classe antiga de trabalhadores, sendo o próprio pai do Cristo um representante da categoria.

Uma profissão com milhares de anos, a carpintaria continua sendo necessária. Assim como a marcenaria, ela ainda é procurada porque a madeira é uma matéria-prima resistente e que pode ser trabalhada de inúmeras formas. A habilidade e a técnica de quem trabalha construindo e moldando são imprescindíveis para que existam lares e utensílios domésticos.

Para quem deseja aprender esse ofício, são ofertados inúmeros cursos no Brasil. Já quem prefere economizar pode procurar alguns cursos gratuitos, disponibilizados via internet, embora muitas vezes não haja titulação.

Conhecimentos de desenho de projeto, medições e escala, geometria e manejo de madeira e ferramentas, além de modos de uso do maquinário e de segurança do trabalho, são fundamentais para a carpintaria. Por isso, quanto mais qualificado o profissional, melhor o seu reconhecimento no mercado.

No Brasil, existem diversas instituições que valorizam esses profissionais. Uma delas, que mobiliza carpinteiros de todo Brasil, é o Sindicarp, o Sindicato dos Carpinteiros Navais da Marinha Mercante. Participam dele os trabalhadores da construção naval, que edificam navios, plataformas marítimas, montagens e mobília em madeira.

Profissão mantém as tradições regionais

Não existe uma casa que não tenha sido construída sem auxílio de um carpinteiro. Além disso, peças em madeira fazem parte de todo lar e, mesmo que os ofícios da carpintaria e marcenaria tenham suas distinções, o artesanato é feito por quem tem habilidade no manejo da matéria-prima.

Os brasileiros possuem inúmeras obras de arte feita em madeira nos seus museus. Parte da História nacional pode ser contada pelas esculturas, diferentes em cada região. No Sul, as Missões Jesuítas guardam preciosidades esculpidas por índios, principalmente obras de cunho religioso, como santos e anjos decorativos.

Como uma forma de expressar a cultura de uma época ou de um povo, o artesanato e as construções marcam as gerações e perpetuam a história. No Nordeste, por exemplo, o coco, a palha, o vime e a areia não servem apenas para criar objetos decorativos, mas também para erguer construções. Diversas casas na região são feitas de barro, madeira e folhas.

Ainda hoje, a profissão de carpinteiro é valorizada no Brasil - não apenas por seu trabalho ser imprescindível, mas também por garantir que a cultura e a sensibilidade das pessoas sejam mantidas por meio da arte.

Gostou do artigo? Então aproveite para compartilhá-lo nas redes sociais! E não se esqueça de conferir as dicas de saúde e bem-estar do Vivo Mais Saudável.

TAGS
carpintaria
marcenaria
profissão
data comemorativa

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ