Motivação

21/02/2015 02:33 - Atualizado em 02/12/2016 05:47

Saiba a diferença que um elogio faz na vida das pessoas

Um inocente elogio pode motivar e tornar o dia de alguém bem mais agradável.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Freud, com todo seu conhecimento psicanalítico, certa vez disse: "podemos nos defender de um ataque, mas somos indefesos a um elogio". O pai da psicanálise mostrou que uma simples gentileza pode implicar em consequências mais complexas do que imaginamos.

elogio

O elogio é uma arma poderosa. Por meio dele, é possível fazer diferença na vida de uma pessoa e encorajá-la a explorar, de maneira cada vez mais eficaz, as suas potencialidades.

Porém, elogiar a esmo e sem critérios pode prejudicar na mesma proporção. Saiba as consequências positivas e negativas que um elogio pode ter e passe a usá-lo de maneira correta.

O exagero do elogio

Muitas pessoas precisam de aprovação constante. O elogio, nesse caso, é uma via de mão dupla. Se o indivíduo passa a elogiar os outros com frequência, tende a ser visto como amável e bem quisto no ambiente de trabalho e no círculo familiar. Consequentemente, sente-se amado e protegido de qualquer reprovação.

Da mesma forma, a pessoa que tem sua aprovação por meio de galanteios se sente mais confiante nos seus laços afetivos e tende a melhorar suas ações. É uma sucessão de causa e efeito, na maioria das vezes benéfica e prazerosa.

O problema é quando o elogio é demasiado. A pessoa que passa o tempo inteiro elogiando os outros, sem o mínimo critério, passa a ter sua opinião desvalorizada.

Para entender como isso acontece, pense no caso do jurado bonzinho em um programa de calouros. Por pior que tenha sido a apresentação, ele sempre elogia o candidato e, assim, é querido pelo público. Porém, sua opinião é tão vazia que não ganha o respeito dos colegas, nem estimula os participantes e fazerem um trabalho melhor.

O mesmo ocorre se a pessoa passa a vida inteira sendo elogiada sem méritos. Isso é comum nos casos de crianças cujos pais temem desestimular os filhos e os congratulam diante de ações simples, de maneira exagerada.

Quando os pais elogiam o filho por qualquer atitude, ele perde os critérios de sua real capacidade. Os pais premiam a mediocridade e criam uma áurea de autoconfiança exagerada.

Tão logo a criança encontre alguém que a avalie de maneira genuína, o choque de realidade pode ser grande e abrir espaço para a arrogância e o complexo de superioridade. Ou, o que é pior: pode gerar um medo irracional de enfrentar qualquer situação que a submeta a uma opinião fora do seu círculo familiar.

O elogio é importante para o crescimento emocional

Pessoas que não recebem elogio podem ter sua autoconfiança bastante fragilizada. Podem, também, desenvolver um hábito de agradar a todos, buscando apenas a aprovação dos outros em detrimento de sua própria realização pessoal.

Portando, sabendo da importância desse reconhecimento, use-o de maneira equilibrada. Elogie somente aquele ato que realmente merece ser reconhecido.

Ao receber, agradeça e não se sinta na obrigação de devolver o agrado com outro elogio. Guarde-o para retribuir no momento certo. Para quem domina a habilidade de elogiar e ser elogiado, as opiniões emitidas sempre são relevantes e mudam, positivamente, a vida das pessoas.

Você é daqueles que elogiam demais? Conte para nós! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
autoestima
amizade
relacionamento
motivação profissional

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ