Motivação

20/07/2015 11:08 - Atualizado em 15/11/2016 04:51

Quer ser feliz? Conheça a história da otimista Célia

Prestes a chegar aos 80 anos, Célia Vieira leva a vida com saúde e felicidade.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Custa ser feliz? Para Célia Vieira Tunes aos 79 anos, não. Cheia de vitalidade, a moradora de São José do Vale do Rio Preto, região serrana do Rio de Janeiro, só quer saber de paz e tranquilidade em sua vida. E isso se nota através da voz suave durante a ligação para realizar essa matéria. Leia a história dessa simpatia de pessoa e reflita!

Conheça Luiz, ele mudou hábitos pela vida do sobrinho

Célia Vieira Tunes é como a maioria das pessoas: acorda, cuida dos afazeres domésticos, cozinha, orienta os filhos, se exercita, se planeja, etc. No entanto, para muitos pode ser motivo de estresse, mas para a advogada aposentada é sinônimo de felicidade. O mais interessante em sua história é o otimismo, que, segundo ela, é sua verdadeira marca. “Penso sempre em coisas boas. Claro que tenho meus momentos de estresse, mas são raros”, acredita.

Há nove anos, Célia assumiu o comando da casa e da família após o falecimento de seu marido, vítima de câncer. Desde então, Célia está sempre rodeada dos filhos Rodrigo Vieira, de 37, e do mais velho Marcelo, de 46 anos, das duas netas e da nora. “O almoço é sempre em família, pois meu filho casado mora no mesmo conjunto e tem uma oficina mecânica, bem em frente as nossas casas”, diz.

Talvez uma das maiores preocupações de Célia seja justamente com a saúde do caçula, Rodrigo, portador da Síndrome de Asperger. “Como o Rodrigo necessita de mais atenção e toma remédios controlados, não deixo de ajudá-lo no que precisa”, conta a advogada aposentada.

 

Conheça a história de Sara, do câncer de tireóide ao maratonismo

Uma vida mais saudável


Mas como uma senhora de 79 anos consegue se manter a todo vapor? Célia garante que mudar alguns hábitos no seu dia a dia só a fortaleceram para viver com mais harmonia. Para começar, há alguns anos ela evita alimentação gordurosa e já adicionou em sua rotina a prática de atividades físicas. “Evito açúcar e frituras ao máximo. Uso
alimentos integrais, como pouco, faço normalmente 3 refeições ao dia. Eliminei refrigerantes até mesmo em ocasiões de festa, mas tomo vinho ou cerveja moderadamente. Faço exercícios bem moderados, como subir escadas e andar em volta da casa, ou pelos arredores”, comenta.

Curiosamente, Célia também conquistou uma maneira interessante de deixar o corpo mais relaxado. “Após o banho, no verão ou no inverno, tomo um jato de água fria antes de sair do box. Me sinto muito melhor depois”, conta, e ainda revela que não adoece com facilidade. “Não possuo nenhuma doença crônica e também não adoeço, nem mesmo com uma gripe ou resfriado, há mais de 30 anos."

Prestes a completar 80 anos em agosto, Célia faz um balanço sobre sua vida e deixa um recado: “Conheço pessoas que reclamam da vida o tempo todo, isso piora a saúde de qualquer um. As pessoas têm dificuldade de acreditar que é tão simples ser saudável. Eu sou uma pessoa muito tranquila, mas também não tenho sangue de barata. Em alguns momentos me exalto, mas são raros. Digo e repito: Tenho uma vida muito simples, agradável e feliz”, define.

Você gostou da história de Celia? Deixe seu comentário.

TAGS
felicidade
história de superação
dicas para ser feliz

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ