Motivação

21/09/2015 07:04 - Atualizado em 29/11/2016 11:30

Pessoas com deficiência enfrentam obstáculos na sociedade

Dia 21 de setembro marca a luta desses indivíduos por condições mais dignas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O dia 21 de setembro é uma data de reflexão sobre uma realidade que, às vezes, alguns não se permitem ver ou aceitar. É o Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, que pode inspirar a sociedade a dar mais atenção ao tema.

A oficialização da data  foi em 14 de julho de 2005, pela Lei Federal 11.133. Desde então, a questão vem sendo mais amplamente debatida. Os brasileiros têm uma legislação avançada sobre os direitos de pessoas com deficiência. Porém, no dia a dia, o cenário é diferente.

Saiba Mais
Psicofobia: Combata o preconceito contra portadores de deficiência
Veja como identificar se seu filho tem deficiência auditiva
Teste do olhinho pode identificar distúrbios visuais de forma precoce

Os desafios da pessoa com deficiência

pessoas com deficiencia cego na ruaO locutor de rádio Anderson Dilkin, 23 anos, tem deficiência visual.

Atuando desde janeiro em uma rádio de Novo Hamburgo-RS, ele diz que, antes de conquistar o emprego, enfrentou muita dificuldade em outras empresas.

“O que percebi é a vontade de contratar pessoas com deficiência que necessitem de alguma adaptação do ambiente ou algo parecido. O que os gestores querem, já que precisam cumprir a lei de cotas, é aquela pessoa que tem um pouco de dificuldade de caminhar, que perdeu um dedo, ou qualquer outra deficiência leve”, relata Dilkin.

Na emissora onde trabalha, o jovem desenvolve suas atividades por meio  do computador, que funciona com um programa sintetizador de voz que fala a ele tudo o que está na tela. Dessa forma, o rapaz consegue ler, escrever e utilizar a Internet.

“Apresento programas ouvindo o que o computador transfere e, ao mesmo tempo, falo no ar, como se estivesse lendo”, explica o locutor.

Se a vida profissional está bem adaptada, Dilkin diz que a sociedade, de uma maneira geral, ainda precisa evoluir muito para proporcionar condições favoráveis a pessoas com alguma deficiência. E isso está nas tarefas mais simples.

Um dos maiores desafios do locutor é atravessar a rua. Para minimizar isso, ele salienta, a solução seria a instalação de semáforos sonoros. “A faixa de segurança não serve em nada para o deficiente visual, pois não tem nenhuma marcação e porque muitos motoristas não a respeitam”, acrescenta.

Apesar dos obstáculos que ainda encontra, Dilkin faz questão de dar um recado: nunca se deve desistir dos sonhos e dos objetivos. A deficiência, diz ele, não precisa ser um limitador da busca pela realização dos desejos.

pessoas com deficiencia crianca cadeirante

Pessoas com deficiência são 6,2% da população

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde aponta que 6,2% dos brasileiros possuem algum tipo de deficiência. A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) considerou quatro tipo de deficiência: visual, auditiva, intelectual e física. O levantamento, divulgado em agosto de 2015, consultou 64 mil domicílios.

Dentre os tipos de deficiência pesquisados, a visual é a mais expressiva: atinge 3,6% dos brasileiros, sendo mais comum entre os indivíduos com mais de 60 anos. O nível intenso ou muito intenso da limitação impossibilita 16% das pessoas com deficiência visual de realizarem atividades habituais como ir à escola, trabalhar e brincar.

A pesquisa ainda aponta que 1,3% da população tem algum tipo de deficiência física e quase a metade deste total (46,8%) tem nível intenso ou muito intenso de limitações. Apenas 18,4% dos indivíduos desse grupo frequentam algum serviço de reabilitação.

deficiência intelectual atinge 0,8% da população brasileira, sendo que a maioria dessas pessoas já nasceu com ela. Do total, mais da metade (54,8%) tem grau intenso ou muito intenso de limitação e cerca de 30% frequentam algum serviço de reabilitação em saúde.

Por fim, as pessoas com deficiência auditiva respondem por 1,1% da população brasileira e esse tipo de deficiência foi o único que apresentou resultados estatisticamente diferenciados por cor ou raça, sendo mais comum em pessoas brancas (1,4%) que em negras (0,9%).

Aproximadamente 0,9% dos brasileiros adquiriu esse tipo de deficiência em virtude de alguma doença ou acidente, enquanto 0,2% nasceu surdo. Do total de deficientes auditivos, 21% têm nível intenso ou muito intenso de limitações, que comprometem atividades habituais.

Na sua opinião, quais os maiores desafios que uma pessoa com deficiência enfrenta no Brasil? Deixe um comentário! E aproveite para conferir mais dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
tipos de deficiência
legislação
acessibilidade
preconceito

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ