Motivação

24/08/2015 06:00 - Atualizado em 23/11/2016 12:27

Paizão em tempo integral, Fabrício explica o quanto a adoção de Luísa lhe faz bem

Fabrício troca fralda, dá banho, alimenta e muito mais. Conheça a rotina do jornalista e o quanto sua vida mudou com a chegada de Luísa.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em comemoração ao Dia da Infância, 24 de agosto, o Vivo Mais Saudável conversou com o jornalista Fabrício Escandiuzzi, o paizão de Luísa. Há quase dois anos, ele e sua esposa, Gisele Prado, são pais da pequena. Para que ela não ficasse na creche em tempo integral, Fabrício resolveu cuidar da menina, o que gerou uma série de transformações positivas em sua vida. Leia e emocione-se com a história!

Fabrício Escandiuzzi, de 39 anos, se denomina babá full time, e por uma única razão: dedicação total à Luísa, de 1 ano e 9 meses. Tudo começou quando ele e a esposa Gisele planejavam aumentar a família. Mesmo com diversas tentativas pelo filho biológico, o casal idealizou uma inseminação artificial ao mesmo tempo em que recorreram ao processo de adoção. Ao serem convidados por assistentes sociais para conhecer Luísa em um abrigo, o casal se encheu de esperanças pela futura filha: “Nunca havia pensando sobre o assunto até o dia em que entrei no berçário onde a Luísa nos aguardava. Foi algo instantâneo, um sentimento sem explicação”, relembra Fabrício.

Com a nova integrante da família, o jornalista e a analista de franchising cuidam de todos os afazeres de quem tem um bebê em casa, mas o tempo do casal ao lado da filha diminuiu muito quando Gisele retornou ao trabalho após o perído da licença-maternidade. Então, para não deixar Luísa o dia todo na creche, Fabrício resolveu dedicar atenção especial à filha. “Como eu sempre trabalhei com conteúdo online, decidi continuar dessa forma, só que em casa. O tempo passou e eu continuei conciliando o trabalho com mimos ao bebê.”  

Rotina com a Luísa

Trocar fralda, alimentar, dar banho, colocar para dormir: essas e outras tarefas se tornaram rotina na vida do papai. Para Fabrício, as mudanças geraram situações curiosas em seu dia a dia. “Eu tenho dificuldade para trocar a fralda da Luísa na rua. Eu troco ela no carro, no banco da praça, porque não há um espaço onde o pai possa cuidar do filho. Lembro que dentro da Assembleia Legislativa precisei da escolta de uma policial militar no banheiro feminino”, conta ele, que também já foi criticado por assumir a responsabilidade familiar. “Já ouvi pessoas dizerem que a função de cuidar de uma criança é da mãe. Há pouco tempo fui ao banco e disseram que eu só estava lá com a menina para ficar na fila preferencial. Achei um absurdo a ignorância das pessoas, mas como ninguém sabe da minha vida, não dei importância para o assunto.”

Diário do Papai

Residente em Florianópolis, o casal natural de Poços de Caldas (MG) teve a ideia de criar um blog para compartilhar as atividades diárias com os parentes distantes. Em maio desse ano, Fabrício colocou no ar o Diário do Papai, um espaço virtual onde expõe detalhes da paternidade, os primeiros passos de Luísa, a primeira ida ao teatro, as festinhas, entrevistas etc. “Foi uma maneira de manter todos por perto para acompanhar o crescimento dela. O blog está com uma grande proporção, isso nos faz muito bem.”

Depois de todas as mudanças de hábito em sua vida, Fabrício acredita que sua maior superação esteja no planejamento pessoal, considerando hoje ser uma pessoa mais saudável e responsável. “A rotina do café da manhã, do lanche, mudou todo o meu jeito. Pela manhã eu demorava para acordar, por causa da Luísa sou mais ágil. Eu passei a me alimentar melhor, aqui em casa não entra mais nenhum tempero artificial, e somente com isso já perdi 4 kg. Antigamente eu era mais solto, desorganizado, uma pessoa sem paciência, e hoje faço o meu tempo render.”

Ele também confessa dar muito mais valor à sua família: “O filho nos faz melhorar a vida e nós estamos sempre aprendendo com eles. Lembro dos ensinamentos dos meus pais e hoje eu entendo porque eles diziam tais coisas”, define.

E você, gostou da história de Fabrício? Deixe seu comentário!

E se você também tem uma história de superação, conte pra gente! Ela pode virar matéria aqui no Vivo Mais Saudável e inspirar muitas pessoas! 

TAGS
adoção
como adotar uma criança
pai de primeira viagem

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ