Motivação

27/07/2015 06:00 - Atualizado em 05/12/2016 10:21

Conheça Euzébio: Ele deu a volta por cima após 10 anos de desemprego

Após uma década sem conseguir emprego, o pernambucano se reergueu e hoje almeja novos projetos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Euzébio Augusto Rodrigues já foi reciclador, auxiliar de material de construção e também desempregado, algo que não pretende voltar a ser. Durante dez anos o pernambucano passou pela dura missão de cuidar da família através de bicos, e após viver a dura realidade do desemprego, hoje, aos 38 anos, tem um trabalho formal e luta por novos objetivos. Leia sua emocionante história e reflita!

 Como está seu equilíbrio pessoal e profissional? Faça o teste.

Natural de Vitória de Santo Antão (PE), Euzébio Augusto Rodrigues se considera um vencedor após passar por grandes dificuldades financeiras. Auxiliar de produção de uma empresa de tratamento de água da região, ele relembra com orgulho a infância sofrida ao lado da mãe e dos cinco irmãos. Embora ajudasse nos afazeres domésticos, nunca deixou de frequentar a escola. “Estudava com sapatos rasgados e nem por isso faltava a escola. Quando terminei o segundo grau na escola de contabilidade fui elogiado pela minha disciplina. Eu era admirado por todos”, conta.

Após concluir o ensino médio, Euzébio arrumou seu primeiro emprego numa empresa de reciclagem. “Fui reciclador por alguns anos, e mesmo trabalhando ao lado de ratos e baratas conseguimos levantar a empresa.” No entanto, o sonho de ser policial o fez ir em busca da profissão, e Euzébio passou meses estudando para o Concurso da Polícia Militar de Pernambuco, em meados de 2003. “Na época eu já estava casado. Com um braço eu segurava o livro, e com o outro, minha filha recém-nascida”, relembra.

Aprovado no concurso, Euzébio comemorou o sucesso, mas, mesmo com todo o esforço, nunca exerceu a profissão. “Não entendia porque não havia sido chamado. Entrei com recurso pela primeira vez e não adiantou. Anos mais tarde descobri que minha irmã havia rasgado a minha carta de comparecimento. Ela puxou o meu tapete”. Para ele, além da frustração profissional, os próximos anos se tornaram bastante difíceis em sua vida. “Mandei currículo para várias empresas e nada. Durante esse tempo fiquei estudando para concurso, para o Enem, lia a Bíblia, pintava a casa, cuidava da minha família. Até que consegui um emprego numa loja de materiais de construção por um tempo. Algumas pessoas ajudavam e outras jogavam na cara."

Conheça a história de Sara, do câncer de tireóide ao maratonismo

"Ainda serei policial."

Em 2012, Euzébio foi chamado para entrevista numa empresa de controle de água do município. Confiante, o pernambucano conquistou a vaga na primeira seleção. “Estava muito nervoso, mas deu tudo certo. Comecei como auxiliar de produção e hoje sou responsável pela coleta microbiológica da água.”

Além do trabalho, Euzébio tem outros objetivos, inclusive retomar os estudos. “Nesse ano passei no vestibular para Técnico de Informática. Tranquei a matrícula, mas quero voltar logo a estudar”.

E o sonho de entrar para a polícia, foi descartado? "Nunca! Vou prestar novos concursos e ainda serei policial. Pode apostar!”


Você gostou da história de Euzébio? Deixe seu comentário!


TAGS
história de superação
desempregado
como lidar com o desemprego

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ