Motivação

06/07/2015 06:00 - Atualizado em 21/11/2016 10:21

Conheça a história de Sara, do câncer de tireóide ao maratonismo

Com a corrida, Sara Dib recuperou a autoestima, o mesmo peso de antes do tratamento e, o principal, o gosto por hábitos saudáveis.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A paulistana Sara Dib, de 36 anos, precisou mudar hábitos após descobrir um câncer de tireóide. O período que passou longe da filha, por conta do tratamento, a fez optar pelo estilo de vida saudável em vez do sedentarismo. A transformação foi difícil, porque foi lutando contra a doença, o que só tornou a vitória ainda maior. Que vença a saúde! Viva você também de forma mais saudável!

Exemplo de mudança

Hoje, quem olha para Sara enxerga uma maratonista feliz e saudável, com autoestima e astral lá em cima. Mas nem sempre foi assim. Leia e reflita com essa grande história de superação!

Conheça a história de superação de Iracema.


O sedentarismo já não faz mais parte da vida de Sara Dib há praticamente três anos. A vida da gerente de atendimento da operadora Vivo sofreu uma grande reviravolta quando precisou encarar um tratamento contra o câncer de tireóide em 2011.

Na época, a filha de Sara estava com apenas 2 anos. Como Júlia ainda era pequena, achei que não poderia superar a doença. Em pouco tempo já tinha engordado 10kg, logo mais já estava na mesa de cirurgia para retirar a tireóide. Foi uma época em que me senti muito mal”, explica.

Como o procedimento necessitava de iodoterapia, para eliminar células cancerígenas da tireóide, Sara teve que se afastar da filha. “Para a saúde de Júlia, fiquei doze dias na casa da minha mãe por causa da radiação, enquanto ela permaneceu com meu marido em casa”, relembra. 

Após o longo tratamento que durou cerca de 1 ano e já curada do câncer, Sara comemorou a saúde planejando uma vida mais ativa. Para colocar em prática, a paulistana deixou qualquer justificativa de lado e resolveu apostar em exercícios físicos. “Eu pensei fazer coisas que me faziam bem e que pudessem virar essa página da minha vida. Meu marido, que já era corredor habitual, me incentivou a participar com ele de uma corrida. Para me dedicar de forma mais séria, procurei uma assessoria esportiva."

Conheça a história de Ilza. Da depressão à realização de um projeto.

A maratonista

Não demorou muito tempo e Sara já era praticante de diversas corridas de rua. “Em abril do ano passado,
fiz uma maratona em São Paulo, depois a São Silvestre, também fiz a de Buenos Aires e a de Porto Alegre. Participar de todas estas corridas foi minha verdadeira prova de superação”, concretiza.

Acompanhada do marido em grande parte das corridas, Sara leva o esporte como sua salvação. “Com a corrida perdi os 10kg que ganhei durante o tratamento. Antigamente, eu tinha hábito de praticar atividade física de vez em quando, hoje é uma realização. Não paro mais.”

Sinônimo de superação, Sara acredita que a doença a fez refletir sobre a importância dos cuidados com o próprio corpo e a mente. “Fiz apenas um exame de rotina e descobri a doença, mas se não tivesse ido ao médico, não saberia do câncer. Mulher deve estar sempre de olho em tudo.” E recomenda: “Algo que aprendi é poder dedicar parte do dia para mim. É necessário se programar e poder fazer aquilo que se gosta”, aconselha.

Acesse nossos especiais Saúde da Mama e Saúde do Homem.


E se você também tem uma História de Superação, conta pra gente aqui!

Ela pode ser escolhida e ajudar a motivar milhões de pessoas.

Vivo Mais Saudável é informação que faz bem!

TAGS
maratonista
câncer de tireóide
com tratar um câncer
sara dib

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ