Motivação

22/10/2014 07:35 - Atualizado em 20/12/2016 07:34

Como vencer o câncer: Confira a história de Renata Sarmento

Apoio da família foi fundamental para publicitária vencer o câncer.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Das doenças com baixa possibilidade de cura, o câncer ainda é uma das que mais amedronta as pessoas. Mas, nos últimos anos, os tratamentos para a doença foram aumentando em quantidade e em qualidade, o que fez com o que o câncer se tornasse uma doença menos fatal.

Isso não muda o choque que a notícia da doença causa nos pacientes e familiares, mas mostra que é possível vencer o câncer.

E para vencer o câncer, é preciso lutar e acreditar. A publicitária Renata Sarmento obteve o diagnóstico da doença em 2013. "Minha primeira reação foi de surpresa, por não ter caso de câncer da família. Depois você se pergunta o porquê. E depois vem a aceitação", conta Renata, que hoje tem 33 anos e já doou algum tempo de sua vida ao tratamento.

vencer-o-cancer-divulgacao

Para vencer o câncer

O combate ao câncer se transforma numa verdadeira luta para quem sofre com a doença. E como em todas as lutas, é preciso de amparo para não desistir. Assim, contar com o apoio da família é fundamental. “Minha família se uniu imediatamente, me dando suporte e muito amor”, lembra Renata.

A publicitária recebeu a notícia em um consulta de rotina. Então, em setembro de 2013, começou o tratamento e tomou a decisão de que, custasse quanto fosse preciso, ela iria vencer o câncer“Fiquei em tratamento até julho. Primeiro fiz a cirurgia para a retirada do quadrante. Depois fiz mais uma para deixar todas as margens limpas”, explica.

vencer-o-cancer-divulgacao

Mal sabia Renata que aquele era apenas o início da batalha. A cirurgia para a retirada do foco da doença foi o primeiro passo rumo à vitória. Depois vieram cirurgias para retirada de óvulos, 16 sessões de quimioterapia e 30 de radioterapia para conseguir vencer o câncer.

Os medicamento usados na quimio causam mal-estar, e a radioterapia obriga o paciente a ficar isolado durante dias. E é esse isolamento que torna o câncer uma doença ainda mais complicada. A rotina da maior parte dos portadores da doença muda radicalmente para poder adaptar-se aos tratamentos necessários.

Renata Sarmento teve de deixar a cidade onde vivia e partir para Belo Horizonte, perto da família, para fazer o tratamento. O trabalho e a rotina ficaram em segundo plano.

Depois de vencer o câncer

Mas todas as batalhas, as dificuldades e os momentos em que teve de ceder valeram a pena na vida de Renata. Depois de 10 meses de tratamento no hospital, a publicitária teve alta dos medicamentos de alta intensidade que usava e viu-se curada da doença que tanto aflige as pessoas. Renata Sarmento conseguiu vencer o câncer.

É claro que o caminho para conquistar a cura foi repleto de adversidades. “O mais difícil foi ver minha família e meus amigos sofrerem. A queda de cabelo também é tensa. Mas aos poucos você se acostuma”, explica a jovem publicitária.

Para ela, foi essencial ter o apoio familiar e o fato de ter conseguido manter uma rotina de atividades físicas e momentos de lazer.

vencer-o-cancer

Após a liberação dada por seu médico, Renata iniciou uma nova fase de seus cuidados. Durante 5 anos, ela precisará manter o tratamento por via oral, ingerindo diariamente comprimidos de tamoxifeno, um medicamento que combate o surgimento de novos tumores e inibe a proliferação das células cancerígens

Renata diz que, depois de vencer o câncer, a vida ganhou um novo sentido. “Dar valor a pequenos momentos de alegria. Aprender a valorizar o que você tem. Não dar tanta importância a coisas supérfluas e que te fazem mal. Pois você aprende que a vida pode ser interrompida a qualquer momento. E que essas coisas não estão tão longe de nós”, afirma a publicitária.

Gostou das nossas dicas? Então participe da nossa discussão no Facebook e dê sua opinião sobre o tema.

TAGS
Outubro Rosa
tratamento
câncer de mama

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ