Motivação

25/11/2015 11:00 - Atualizado em 24/10/2016 03:24

Aproveite oportunidades de trabalho temporário no fim do ano

Você pode desfrutar de uma nova experiência, qualificar-se e garantir um início de ano no azul.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O fim de ano sempre garante oportunidades de trabalho temporário. Com o aumento do consumo e da produção, diversos segmentos procuram por mão de obra extra entre novembro e fevereiro.

Segundo dados da Confederação Internacional de Trabalho Temporário e Terceirização (CIETT), o Brasil é o segundo maior contratante desse tipo de serviço no mundo. São em média 12,3 milhões de pessoas empregadas por ano nesse enquadramento. Veja como driblar a crise e garantir uma renda extra.

equipe de vendas em trabalho temporário

O impacto da crise

Apesar da boa fama da época, as expectativas para o fim de 2015 não são tão positivas quanto nos anos anteriores. O número de vagas temporárias está menor, em comparação ao ano passado, tornando até mesmo esses postos de trabalho ainda mais competitivos.

Essa demanda menor é consequência da crise econômica que marcou o Brasil este ano. Com o aumento do desemprego e, principalmente, a elevação nos juros e nos valores de diversos produtos básicos, o consumidor deverá gastar menos durante as festas. Consequentemente, a demanda do comércio é menor e a necessidade de mais colaboradores também diminui.

Ainda assim, ficar atento aos anúncios de vagas desde cedo e caprichar no currículo são ações simples que contribuem para o sucesso. Além disso, vale prestar um serviço de qualidade. Algumas empresas oferecem trabalho temporário com possibilidade de efetivação.

infográfico trabalho temporário

Trabalho temporário também garante direitos

Apesar do vínculo temporário - entre dois e três meses -, os funcionários têm os direitos trabalhistas assegurados. A lei estabelece uma série de limites nesse enquadramento de contratação, garantindo que o trabalhador não ganhe menos e que o serviço seja registrado na carteira de trabalho.

Segundo a lei, o prazo mínimo de contratação para trabalho temporário é de um mês. Ele poderá ser prorrogado por um período de até seis meses.

A rescisão do contrato representa a grande diferença entre um trabalho efetivo e um temporário. No caso da contratação com prazo definido, o trabalhador não tem direito ao aviso prévio, nem à multa de 40% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Saiba Mais
Mercado de trabalho demanda profissionais qualificados
Mães empreendedoras têm cada vez mais espaço no mercado
Fim de ano: Como lidar com a depressão nessa época

Por que apostar no trabalho temporário?

Diante de um mercado extremamente competitivo e de um cenário econômico instável, as oportunidades de vagas temporárias chegam para contribuir com quem ainda não obteve sucesso na busca por um emprego.

O enquadramento, embora com prazo e término definidos, contribui para a colocação ou recolocação da pessoa no mercado de trabalho, possibilitando que ela tenha contato com outros profissionais. Além disso, é uma oportunidade de conhecer ambientes corporativos e de aprender novas tarefas.

O trabalho temporário também garante a continuidade da condição de segurado do INSS e do PIS, com o recebimento de benefícios legais e dos depósitos fundiários no FGTS.

Que tal aproveitar o fim de ano para começar uma nova experiência de trabalho? Além das chances de efetivação, você pode se especializar ainda mais para uma vaga futura! Não deixe de comentar o que você achou deste artigo. E continue de olho nas dicas de bem-estar do Vivo Mais Saudável.

TAGS
vagas temporárias
mercado de trabalho
direitos trabalhistas
currículo

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ