Amor e Sexo

27/01/2015 02:19 - Atualizado em 09/12/2016 01:57

Sexo ecológico: Descubra os prazeres dessa nova tendência

O sexo ecológico, além de excitante, contribui para a sustentabilidade e a preservação do planeta.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Que preservar o planeta é preciso, todo mundo já sabe. Porém, mesmo quem se esforça para não afetar os recursos naturais pode se surpreender: até no ato sexual essa consciência está presente. É o sexo ecológico, uma prática cada vez mais utilizada por aqueles que querem ajudar o meio ambiente até debaixo dos lençóis.

sexo ecologico

A ideia pode parecer maluca ou mesmo bastante radical para quem não é adepto às ecoatitudes, mas tem se tornado cada vez mais comum no mundo. O Green Peace México já lançou até uma cartilha para ajudar aqueles que querem aderir à tendência e apimentar a relação com consciência.

Como praticar o sexo ecológico em casa

Pequenas atitudes fazem grande diferença para os que aderiram a essa prática sexual. Veja com é simples e pratique você também.

Tomem banho juntos

Além de excitante, essa atitude preserva um dos nossos maiores recursos naturais: a água. Em um banho rápido, de cinco minutos, a média de gasto de água é de 45 litros. Se for tomado em dupla, a economia é garantida e vocês já complementam as preliminares.

Apaguem as luzes

Transar no escuro é gostoso e pode evitar o envio de gases do efeito estufa para a atmosfera. Se quiser criar um clima romântico, use velas à base de cera de abelha para iluminar - jamais de petróleo. Para quem se excita vendo o parceiro, existe uma alternativa para o sexo ecológico: fazer amor durante o dia.

Prefira afrodisíacos de origem vegetal

Há quem diga que as ostras e o camarão, além de deliciosos, são poderosos afrodisíacos. Aí temos dois problemas: o primeiro é que esses dois alimentos são considerados biomonitores de contaminação. Ou seja, absorvem naturalmente a poluição dos espaços em que vivem. Se forem pescados em áreas contaminadas, podem fazer mal à saúde.

As pobres ostras e camarões também não têm culpa de serem um desencadeador de paixões, e a pesca indiscriminada é o maior problema. Então, para o sexo ecológico, prefira produtos naturais como o guaraná e outras plantas, que realizam a mesma função, com menos prejuízo à saúde e ao planeta.

Evite brinquedos sexuais à base de PVC e vinil

Se você não abre mão de alguns brinquedinhos para apimentar a relação, prefira os que são feitos à base de latex, borracha ou pele. Os de PVC, por exemplo, usam dioxinas e furanos durante o processo de fabricação. Ambos já foram proibidos na fabricação de brinquedos infantis por serem altamente tóxicos e, provavelmente, cancerígenos.

Se fizer sexo ecológico no motel…

O jeito é tomar algumas medidas que podem reduzir a emissão de gases. É em São Paulo que se localiza um dos primeiros motéis ecológicos do país. Nele, a reutilização enérgica e o uso racional da água são algumas das atitudes encontradas para preservar os recursos naturais do planeta e agradar aqueles que praticam o sexo ecológico.

Aquecimento a luz solar, ar condicionado ecológico, recomposição paisagistica, reciclagem do lixo, pisos ecológicos e economizadores de luz compõem a infraestrutura do local. Ao que tudo indica, se a moda do sexo ecológico pega, o motel tem tudo para ser copiado em todas as regiões do Brasil. Ideais boas precisam servir de exemplos para os demais estabelecimentos, não é mesmo?

Preparado para tentar essa prática consciente? Conte para nós! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
vida sexual
sustentabilidade
prazer a dois
dicas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ