Laura Muller

ESPECIALIDADE

Sexologia

ONDE ATENDE

Avenida São Gabriel, 149, Conj. 908 Jardim Paulista CEP 01435-001

Laura Muller

Apresentação

Laura Muller é psicóloga clínica, educadora sexual, jornalista e palestrante. Atualmente sua atuação profissional se divide nos atendimentos psicológicos a jovens, adultos, casais e famílias, no programa Altas Horas, além das palestras por todo o Brasil para professores, pais, jovens, adultos e terceira idade com temas relacionados à sexualidade e relacionamentos. É autora de quatro livros sobre sexualidade, sendo os mais recentes "Educação Sexual em 8 Lições - Um Guia para Professores e Pais" e "Altos Papos Sobre Sexo - Dos 12 aos 80 Anos". Laura Muller é psicóloga clínica, educadora sexual, jornalista e palestrante. Atualmente sua atuação profissional se divide nos atendimentos psicológicos a jovens, adultos, casais e famílias, no programa Altas Horas, além das palestras por todo o Brasil para professores, pais, jovens, adultos e terceira idade com temas relacionados à sexualidade e relacionamentos.

O que Trata

Atendimentos psicológicos a jovens, adultos, casais e famílias, no programa Altas Horas. Palestras por todo o Brasil para professores, pais, jovens, adultos e terceira idade com temas relacionados à sexualidade e relacionamentos. Autora de quatro livros sobre sexualidade.

Formação Acadêmica

Graduação: Psicologia pela Universidade Paulista Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Bernardo do Campo com habilitação em Jornalismo.

Cargos e Títulos

Especialização em Educação Sexual pela Faculdade de Medicina do ABC.

Amor e Sexo

20/04/2015 06:00 - Atualizado em 07/12/2016 08:36

Sexo e adolescência: Dúvidas que os pais podem não saber responder

A sexóloga Laura Muller esclarece algumas questões comuns de ocorrerem nesta fase de descobertas.

POR

Laura Muller

  • +A
  • -A

Conversar com os filhos sobre sexo é de extrema importância, ressaltam os educadores. Os pais precisam falar sobre as mudanças que ocorrem no corpo, o risco de doenças sexualmente transmissíveis, métodos contraceptivos e tudo que possa gerar curiosidade nos adolescentes. O Vivo Mais Saudável compartilha informação que faz bem com a sexóloga Laura Muller! Faça o mesmo! 

1. Por que a cor do esperma muda de transparente para branco conforme os meninos crescem?

A partir da puberdade, a cor do esperma vai se tornar sim branca porque essa é a cor do esperma mesmo, dos líquidos que compõem o esperma; que são os líquidos da próstata, das vesículas seminais e por 1 a 2 % de espermatozoides.

 

2. Experimentação com amigos do mesmo sexo é normal?

Sim. Em geral, a iniciação sexual se dá no Brasil entre 15 e 17 anos de idade. E é nesta fase que os jovens vão experimentar viver as relações com alguém do sexo oposto ou do mesmo sexo. Tudo isso deve ser encarado com naturalidade.

Acompanhe a seção Amor e Sexo

3. É possível contrair doenças sexualmente transmissíveis na primeira relação sexual?

Sim, desde a primeira transa, o jovem já está correndo risco de se infectar com as doenças sexualmente transmissíveis e, inclusive, a Aids. Então é preciso usar camisinha em todas as transas (sexo oral, sexo anal e penetração vaginal).

Saiba mais em nosso especial DST e Aids


4. E ao beijar, há perigo de contrair alguma doença sexualmente transmissível?

Aids não passa com beijo na boca. Mas a gente não pode sair por aí beijando todo mundo. Precisa ter um critério, selecionar bem os parceiros porque beijo na boca é uma coisa especial, pra gente fazer com alguém especial.

 

5. Romper o hímen é a mesma coisa que perder a virgindade?

Sim. A perda da virgindade se dá quando acontece a penetração na vagina e aí se rompe aquela membrana que recobre a entrada da vagina que se chama hímen. Isso pode acontecer ao se masturbar? Não necessariamente. Se a masturbação for pela região externa da vagina, no clitóris, não vai acontecer o rompimento do hímen. Mas se houver alguma penetração na vagina ou se introduzir um brinquedo erótico pode ser sim que o hímen se rompa.

Deixe seu comentário que vamos adorar saber outras dúvidas comuns sobre sexo.

E não deixe de compartilhar hábitos saudáveis.

TAGS
sexo na adolescência
laura muller
dicas de sexo
dst
cor do esperma
rompimento do hímen
sexo com pessoas do mesmo sexo
adolescência

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ