Amor e Sexo

02/06/2015 06:42 - Atualizado em 28/11/2016 01:02

Poliamor: Conheça a Sharlenn, com dois namoros e um noivado

Para muitas pessoas a poligamia ainda é encarada com espanto. Para eles, a união poliamorística pode ser bem mais saudável que a monogâmica.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Sabe aquele ditado "um com tantos e outros com nenhum", não serve para essa história que vamos contar no Especial Namorados. O Vivo Mais Saudável conversou com Sharlenn, adepta do relacionamento poliamorístico, a jovem tem dois namorados e um noivo. Vale a pena conferir!

Conheça um caso real de amor sem preconceito. 

Sharlenn já não faz mais parte de um relacionamento monogâmico há quatro anos. Depois de um casamento de nove anos, a jovem é hoje uma poliamorista assumida e atualmente mantém uma relação fiel com dois namorados e um noivo. "Meu namoro mais antigo tem quatro anos. Nos conhecemos porque ele já organizava encontros de poliamor no Rio e eu estava curiosa sobre o assunto. O segundo relacionamento começou há dois anos e nos conhecemos através de uma amiga em comum. Já o meu noivo conheci através do meu namorado mais antigo", conta a professora de filosofia.

Para Sharlenn não existem barreiras para levar seus sentimentos adiante. Com os preparativos para casar daqui a seis meses com Will, a jovem será levada ao altar por Rafael, o namorado mais velho. Para ela, a escolha de Will para ser seu futuro marido é apenas uma questão de afinidade. "Não o amo mais do que os outros, apenas o convívio se estruturou de uma forma diferente. Nós temos muitas coisas em comum.", define.

Preparado para casar com Sharlenn, Will Vaz também é adepto de outros romances, mas atualmente está apenas envolvido com Sharlenn. Sobre a convivência com outros parceiros, ele descarta qualquer possibilidade de ciúmes ou brigas. "Eu lido bem com isso. Um deles me apresentou a ela, o outro eu conheço pouco, mas parece gente fina. Ela gosta deles e eles dela. É isso que importa".

Poliamor: Múltiplas formas de amar. 


“A sociedade é hipócrita”, diz Sharlenn

Fora dos padrões da sociedade brasileira, Sharlenn não se restringe quando fala de amor. Para ela, a união poliamorística pode ser mais saudável do que um monogâmico. "Os sentimentos extrapolam a instituição monogâmica que foi criada e é divulgada como única forma de amor. A sociedade é hipócrita, ela aceita melhor a traição do que o amor múltiplo, igualitário e consensual".

Com um assunto delicado, Sharlenn toma todos os cuidados para não expor a filha de sete anos, que, segundo ela, tem uma relação bem tranquila com os seus namorados. "Ela é criança, não temos conversas teóricas sobre poliamor ou política. Para ela é natural porque sou assim desde que ela estava com três anos. Ela os chama pelos nomes e nunca foi exposta a nada que seja inapropriado". Ela diz também que não conta com o apoio da família: "Meus pais não veem muito bem, apenas meu irmão apoia e se identifica."

Diante de uma relação estável, Sharlenn descarta briga entre os namorados. "É óbvio que existem momentos de desentendimentos, mas todos passam por isso."

E o dia dos namorados? Com quem vai passar? "Vou passar o dia com dois deles. Vamos almoçar ou jantar juntos. No meu aniversário ocorreu dessa maneira."  

E você? Vive ou conhece uma relação de poliamor? Compartilhe com a gente a sua história. E conheça outros casos no Especial Namorados.

TAGS
poliamor
romance
dia dos namorados
namoro

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ