Amor e Sexo

09/10/2014 05:39 - Atualizado em 20/11/2016 07:30

Gravidez na adolescência é responsável por 20% dos nascimentos no país

Manter diálogo com os filhos é importante para evitar gravidez na adolescência.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A gravidez é um momento mágico e muito esperado pela maioria das mulheres. Mas tanto as mamães quanto os papais precisam estar preparados para essa fase, e todas as mudanças e responsabilidades que chegam junto com ela. Por isso, quando a gravidez acontece muito cedo e de forma inesperada, como no caso da adolescência, esse momento pode acabar não sendo tão especial assim.

O ideal é que a gravidez na adolescência seja evitada, para que a gestação aconteça na hora certa e que os pais estejam preparados para aproveitar e cuidar da chegada do filho.

Gravidez na adolescência no Brasil

O índice de mães adolescentes cresce a cada ano no país. De acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde, 20% das crianças que nascem no Brasil todo ano são filhas de jovens entre 11 e 19 anos. Esses números mostram que atualmente o número de meninas menores de 15 anos é três vezes maior do que na década de 70. O índice de gravidez na adolescência cresceu 150% em comparação aos últimos 20 anos.

gravidez-na-adolescencia

Fase da adolescência

A adolescência é uma fase de desenvolvimento humano, quando acontece a transição da infância para a fase adulta. Nesse período, ocorre uma série de alterações físicas, psicológicas e mentais nos jovens.

Como a gravidez envolve transformações físicas e psicológicas na mulher, quando a menina é muito jovem, ela pode não estar preparada para essas mudanças. O despreparo envolve desde o corpo não estar totalmente desenvolvido para uma gestação, até a falta de estabilidade financeira para sustentar o bebê e as responsabilidades que um filho implica.

A gravidez na adolescência acaba precocemente com esse estágio de formação do adulto, um período que deve ser vivido plenamente. A adolescência serve de preparação para a vida adulta, que é quando a pessoa tem mais capacidade e está mais preparada para assumir responsabilidades, como a de ter um filho. Quando a gestação precoce e inesperada acontece, é preciso desenvolver responsabilidades e habilidades que a maioria dos jovens não está pronto para ter. Por isso, é importante que a conscientização sobre o assunto seja feita desde cedo, para que essa situação seja evitada.

Como evitar a gravidez na adolescência

Quando ocorre a gravidez na adolescência, é inevitável se perguntar quem foi o culpado. Foram os pais que falharam na educação? As incitações dos programas de televisão? Ou a falta de informação? A verdade é que uma série de fatores pode estar relacionada com a gestação nesse período da vida.

Ela pode ocorrer principalmente devido a problemas na estrutura familiar, à formação psicológica e até à baixa autoestima. Entre outros motivos, também podem ser citados o baixo nível socioeconômico e a baixa escolaridade, pois alguns especialistas acreditam que se as adolescentes grávidas tivessem continuado a estudar e a receber estímulos pedagógicos e culturais, isso faria com que elas não pensassem em engravidar, ou então dariam mais importância aos métodos contraceptivos, por exemplo.

Apoio e diálogo na família

Por isso, o apoio da família e o incentivo à educação e à informação são tão importantes. Ter um bom relacionamento com os filhos e uma boa base familiar pode ajudar no desenvolvimento saudável dos adolescentes. Isso faz com que haja compreensão, diálogo, segurança, afeto e respeito a todas as fases da vida, com cada momento acontecendo na hora certa.

Não esqueça, portanto, de se manter aberto ao diálogo com a criança e o adolescente, mesmo que o assunto não seja tão fácil. Se você não conversar com ele, alguém vai. Deixe que seu filho descubra a sexualidade uma maneira segura. 

Em contatos como esse, você poderá lembrar ao adolescente sobre a importância do preservativo, do cuidado com os parceiros e da busca de uma relação saudável e consciente.

E aí, curtiu a matéria? Então deixe um comentário! E não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
sexo
saúde
adolescência

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ