Amor e Sexo

13/02/2015 11:22 - Atualizado em 06/12/2016 01:48

Filme 50 tons de cinza reacende polêmica do sexo com submissão

Sadomasoquismo retratado em 50 tons de cinza incomoda uma parcela do público.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O primeiro filme da trilogia 50 tons de cinza, adaptação dos livros de E. L. James para o cinema, foi lançada oficialmente no dia 12 de fevereiro e já está causando polêmica. A relação de submissão de Anastasia Steele, frente à dominação de Christian Grey, reabriu um debate sobre o comportamento sexual da mulher e sua posição na sociedade.

50 tons de cinza

50 tons de cinza: A história e a repercussão

O filme 50 tons de cinza conta a história da jovem e ingênua Anastasia Steele. Estudante de literatura, Anastasia esconde sua beleza e sua inteligência por ser muito tímida. Ela mora com Kate, uma estudante de jornalismo, que deseja entrevistar o milionário Christian Grey. Porém, Kate adoece no dia da entrevista e manda Anastasia em seu lugar.

Logo que se conhecem, Christian e Ana – apelido de Anastasia – sentem uma forte atração um pelo outro, que culmina em um relacionamento intenso entre os dois. Com o passar do tempo, Ana decide se entregar ao amor e Christian começa a revelar seu passado obscuro e suas preferências sexuais. Ele é um dominador sexual e pratica o sadomasoquismo.

A imagem de Anastasia como uma mulher frágil, inexperiente e intimidada pelo poder aquisitivo, junto ao perfil sedutor e a beleza de Grey, reacendeu uma discussão que já é antiga na sociedade. Ana foi retratada como uma típica mulher submissa, não apenas no âmbito sexual, o que incomodou o público feminino.

Em tempos em que as mulheres lutam por liberdade e qualidade de vida, 50 tons de cinza é um fenômeno mundial que exalta a submissão feminina e a dominação masculina. Muitas mulheres acreditam que o filme seja uma afirmação de que o público feminino se deixa levar pelo dinheiro e pela posição social que o homem representa.

Outro ponto que causa debate entre as mulheres é sobre o prazer por meio da dor. É possível mesmo sentir prazer ao receber golpes de chicote ou ter as mãos algemadas? Os especialistas defendem que sim, o corpo pode mesmo chegar ao seu estágio máximo de prazer quando é submetido a situações extremas como essa.

Mas a prática não é psicologicamente saudável. A psiquiatria ainda trata o sadomasoquismo como uma inadequação social, o que causa um sentimento de rejeição no sadomasoquista. Geralmente, essa parafilia surge por causa de um trauma sofrido na infância, assim como acontece com Christian Grey em 50 tons de cinza.

Por trás da polêmica de 50 tons de cinza

O Brasil foi um dos países onde a história de 50 tons de cinza gerou mais polêmica. Isso pode estar relacionado ao conservadorismo da população.

Embora Anastasia seja tímida, ela se revela curiosa e cheia de desejo entre quatro paredes. No caso das brasileiras, mesmo com a cultura permissiva do Carnaval, ainda há muita dificuldade para chegar ao orgasmo das maneiras mais convencionais. Isso porque muitos temas relacionados ao sexo ainda são tabus.

E você, concorda com as práticas sexuais apresentadas no filme? Conte para nós! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
sexo
sadomasoquismo
submissão
dominação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ