Amor e Sexo

07/10/2014 12:16 - Atualizado em 07/12/2016 10:01

Exercícios pélvicos podem melhorar desempenho masculino na cama

Exercícios pélvicos também ajudam homens na aceleração da recuperação de cirurgias de próstata.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Os já conhecidos exercícios pélvicos de Kegel, que prometem trazer benefícios para a vida sexual das mulheres, podem tratar incontinências urinárias e disfunções sexuais também nos homens. Apesar da novidade, muitos homens ainda estão reticentes com o uso das manobras durante o dia a dia. Descubra os motivos e como fazer os exercícios pélvicos.

exercicios-pelvicos

Importância dos exercícios pélvicos

Com a mesma musculatura das mulheres, o assoalho pélvico funciona como uma rede desde o cóccix até o osso público. Com grande importância para o nosso corpo, esses músculos sustentam as costas, abdome, bexiga e o intestino. Nos homens, esses músculos são ativados durante a ereção, o orgasmo e a ejaculação, já que rodeiam a base do pênis.

Como todo e qualquer músculo do corpo humano, com a chegada da idade, o assoalho pélvico perde a sua força. É nesses momentos que exercícios pélvicos entram em cena. Segundo estudos, o uso dos exercícios de Kegel auxiliam na aceleração da recuperação de cirurgias de próstata, melhoram as ereções e orgasmos. Em casos de ejaculação precoce, o uso da técnica também pode ajudar.

Intensificando os exercícios pélvicos, você pode colocar uma toalha sobre o pênis ereto. Esse exercício terá força aplicada nos músculos ligados a função da ereção do pênis e de resistência do dobramento. Eles dependem do fluxo sanguíneo, ou melhor, dureza, a construção genética do pênis e a totalidade do tecido muscular.

A partir da técnica de Kegel, homens podem fortalecer o músculo pubococcígeo, que ajuda a chegar ao orgasmo sem ejaculação. Para fazer esse exercício, os homens elevam os testículos, reforçando o músculo cremáster e o esfíncter anal. O exercício deve ser repetido diariamente.

A Universidade de Bristol, no Reino Unido realizou uma pesquisa entre 55 homens com uma média de 59 anos de idade. Todos tinham problemas de ereção. A pesquisa indicou que todos eles durante três meses fizessem cinco séries semanais de exercícios pélvicos. No fim da pesquisa foi anunciado que 40% dos homens se recuperaram, enquanto 35% sentiram melhora.

Como fazer os exercícios pélvicos

Antes de começar a fazer exercícios pélvicos, consulte um urologista. Um dos exercícios é o seguinte:

1 - Quando você for urinar, fique com o corpo ereto. Dê um primeiro jato. Pare no meio da atividade. Cuide para não contrair os músculos das pernas ou das nádegas. Fique concentrado nos músculos da área pélvica. Para identificar se você está contraindo os músculos da área correta é só notar se o seu fluxo de urina diminuiu ou parou.

2 - Repita o processo. Inicie e pare o fluxo de urina durante várias vezes até esvaziar a bexiga.

3 - Esse exercício de contrair e relaxar os músculos pode ser feito a qualquer momento do dia, até no seu ambiente de trabalho. Ele fortalece a sua pélvis e garante uma melhora na qualidade de vida.

Você gosta das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de acompanhar a nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
sexualidade
saúde do homem

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ