Amor e Sexo

30/06/2015 08:25 - Atualizado em 01/12/2016 09:30

Descubra os motivos da traição masculina

Os homens costumam aumentar os fatos e contar vantagem na frente dos amigos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Ela é tão chocante quanto triste. A infidelidade pode ser ocasionada pela falta de interesse sexual ou pela necessidade de envolvimento com outras parceiras. Seja qual for o motivo, a traição masculina é uma realidade no Brasil, o país com o maior índice de traidores da América Latina.

Laura Meyer da Silva, psicóloga, psicanalista e terapeuta sexual, afirma que a grande maioria dos homens que traem se queixa da falta de desejo. “Depois de um tempo de relacionamento, as mulheres começam a não querer mais ter relações. Eles sentem mais vontade e, por isso, acabam procurando outras”, explica.

Em alguns casos, os parceiros deixam de sentir atração sexual pela mulher. “Existem homens que traem porque gostam de quebrar a rotina. Outros são os mulherengos que 'não conseguem' se controlar e acabam traindo, e, claro, há aqueles que sentem necessidade e não conseguem transar com a própria mulher”, salienta Laura.

traicao masculina

Sinais da traição masculina

Na frente dos amigos, eles costumam contar vantagem. Os homens aumentam os fatos e contam tudo o que fazem ou deixam de fazer com as mulheres, mas só para impressionar os companheiros. “Com os amigos, eles apresentam esse lado machista. Quando estão com as parceiras, eles disfarçam para não deixar pistas”, diz a psicóloga.

Porém, se o homem se sentir culpado, vai acabar sinalizando isso à parceira. “Ele pode deixar pistas, como algum objeto no carro, algo no celular e até mesmo no cheiro da roupa”, comenta. Outro sinal, visto na maioria dos casos, é o distanciamento afetivo, que é marcado pela falta de comunicação e toque entre os parceiros.

De todo modo, a traição masculina pode ser superada, desde que o casal ainda se ame. “Se a mulher reconhecer que pode ter uma pequena responsabilidade pela traição, seja pela falta de interesse sexual ou pelo distanciamento afetivo, o relacionamento tem mais chances de voltar a dar certo”, afirma Laura.

Nos casos em que o homem não tem controle ou gosta de quebrar a rotina, a volta do casal não é a melhor ideia. “Se a mulher tem uma autoestima boa, possivelmente não vai querer continuar nesse relacionamento”, sugere a especialista.

Pesquisas analisam a traição masculina

O Ministério da Saúde, em 2008, identificou que 16% da população brasileira assume trair. Os números indicam que 21% dos homens - cerca de 4,7 milhões de pessoas - e 11% de mulheres - 1,8 milhão - dizem ter relações com outras parceiras durante o relacionamento.

A psicóloga especialista em relacionamentos Ana Maria Zampieri estudou durante cinco anos o comportamento de 4,5 mil casais. De acordo com a especialista, 60% dos parceiros têm crises que podem culminar em traição por parte de um ou dos dois. O motivo principal, segundo os infiéis, é a procura por aventuras que aliviem a monotonia do relacionamento.

Realizada pelo instituto Tendência Digitales, outra pesquisa identificou que os brasileiros - homens e mulheres - são os mais propensos a trair da América Latina. Publicado em 2010, o estudo revelou que 70,6% dos homens já traíram alguma vez na vida, enquanto apenas 36,3% dos brasileiros nunca tiveram essa experiência.

A psicóloga Satoshi Kanazawa, da London School of Economics, descobriu em seus estudos que homens com QI mais baixo são mais propensos a trair. Segundo a pesquisadora, os mais inteligentes valorizam a exclusividade criada com uma relação séria.

Você perdoaria uma traição? Conte para nós! E aproveite para conferir mais dicas de bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
infidelidade
desejo sexual
vida a dois
relacionamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ