Amor e Sexo

04/08/2014 05:20 - Atualizado em 29/11/2016 09:00

Comprinhas na sex shop? Donos de lojas eróticas listam os mais vendidos

Vibradores, anéis penianos, oleozinho que aquece, gel que esfria... São muitas possibilidades para os sentidos, fazendo o momento muito mais que um ato sexual.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Os brinquedinhos e acessórios eróticos estão cada vez mais diversificados para quem deseja surpreender o outro ou desvendar mais o próprio prazer. O Vivo Mais Saudável ouviu dois empreendedores do ramo. E sabe que apimentar a relação é um bom negócio!

 Daniel é dono da Loja do Prazer, maior sex shop do Brasil. (foto: divulgação)Daniel Passos é precoce quando o assunto é sexo. Aos 12, teve sua primeira relação sexual, já aos 15, criou o Caverninha, o primeiro site com conteúdo pornográfico. De lá para cá não parou mais e há 16 anos é dono da Loja do Prazer, a maior sex shop da América Latina. Se atualmente o empreendimento conta com cerca de onze mil produtos cadastrados na sede em São Paulo, no início ele guardava tudo dentro em casa, quando ainda morava com os pais. “Enquanto minha mãe cuidava da parte financeira, eu me dedicava na operacionalização do negócio. Meu pai ajudava e enfrentava enormes filas nos Correios para garantir a entrega rápida”, relembra o empresário.

Focado em atender as metas do mercado, a Loja do Prazer busca todos os tipos de público com osAnel Peniano é um dos produtos mais vendidos na Loja do Prazer. (foto: divulgação) mais variados estilos de brinquedinhos eróticos. Segundo Daniel, não há distinção de gênero sexual no momento da procura (se os clientes são homens ou mulheres). “Os mais comprados são cosméticos e anéis penianos”, ele conta e revela que experimenta os próprios produtos. “Já usei muitos, não conseguiria nem listar.”

Com bastante experiência de mercado, Daniel não define a transa apenas como o ato, e sim como um conjunto de emoções. “A importância é total e fundamental. A relação sexual não é apenas o ato em si, mas sim todo o dia a dia do casal, como conversam, como resolvem as diferenças etc. Obviamente o comportamento mudou nos últimos 5 anos, até mesmo porque é um tabu que estamos quebrando… e com a ajuda de filmes como 'De Pernas pro Ar' e '50 tons de Cinza'", ele acredita.

Silvia Matos por trás da Atrevida

Silvia é dona do Atrevida Sex Shop. (foto: arquivo pessoal)A baiana Silvia Matos também investiu em produtos eróticos há oito anos e não se arrepende. Dona da Atrevida Sex Shop, a empresária usou a tática de entregar o pedido diretamente na casa do cliente, sempre com a maior discrição. “O meu espaço de trabalho é em casa, mas ninguém precisa ir até minha casa, eu entrego pessoalmente. Meu objetivo é atender quem tem vergonha de entrar numa sex shop”, ela conta.

Entrar no mercado não foi difícil para Silvia. A ex-vendedora de uma concessionária já revendia produtos eróticos para colegas de trabalho. Ao notar que a renda aumentava, decidiu investir apenas na sex shop. E seu maior público é o masculino. ”Por mais que as mulheres comprem artigos diferentes, os homens retornam com mais frequência para buscar gel, anel peniano e novidades”, enfatiza.

Com cerca de 200 produtos de 20 estilos diferentes, Silvia ressalta os mais vendidos na Atrevida. “Vibrador em spray e lubrificante dilatador são os mais procurados por dois motivos: para usar no fetiche e porque as mulheres não querem sentir dor.”

Dicas de produtos eróticos

Se você nunca experimentou algum produto e deseja apimentar sua relação, Silvia Matos dá algumas sugestões para o momento especial.

Para Mulheres:

Para Homens:


Gostou das dicas? Então deixe seu comentário e acesse o Especial Sexo para ficar por dentro de outros temas quentes!

TAGS
sex shop
Loja do Prazer
Atrevida
brinquedos eróticos
dicas produtos eroticos
sexo
como apimentar o sexo
como apimentar a relação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ