Pele

19/03/2016 05:00 - Atualizado em 03/12/2016 10:42

Tatuagem inflamada requer tratamento adequado

Não é normal que a tatuagem inflame ou infeccione após sete dias.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Não basta que o estúdio esteja de acordo com as normas de higiene. Além de buscar um ambiente adequado, você também precisa tomar algumas precauções para não ficar com a tatuagem inflamada. Aliás, você saberia identificar problemas na cicatrização da tattoo? Saiba tudo a seguir.

mulher faz tatuagem inflamada

Cuidados para evitar tatuagem inflamada

Para que esse tipo de problema não aconteça, é importante exigir que o seu tatuador individualize a tinta usada para cada cliente. Alguns produtos contêm substâncias tóxicas, que podem causar alergias, celulites, erisipelas e infecções no local da aplicação. Além das tintas, as agulhas também podem ser fonte de contaminação e, por isso, devem ser esterilizadas.

Após seguir essas orientações e fazer a tatuagem, é necessário ficar atento aos próximos sete dias. É nesse período que a região normalmente fica dolorida, vermelha e um pouco inchada. Para evitar inflamação e deformidade, é recomendado fazer um curativo com pomada à base de ácido dexpantenol. Essa substância ajuda na reconstituição do tecido.

O local tatuado deve ser limpo com água e sabão neutro para evitar a proliferação de bactérias. Durante a cicatrização, não se deve coçar a tatuagem, pois as unhas atuam como agentes infecciosos. Outros cuidados envolvem:

- Não frequentar sauna até 15 dias após se tatuar

- Evitar banho de mar na primeira semana

- Evitar exposição solar

- Diminuir o consumo de alimentos como refrigerantes, frituras, carne de porco, bebidas alcoólicas, camarão e chocolate.

A falta de higiene local e o não uso da pomada cicatrizante podem deixar a tatuagem inflamada. O mesmo vale para o atrito com algumas roupas.

Como identificar alterações na tatuagem?

Especialistas orientam que se procure atendimento médico caso, nas primeiras 48 horas, haja inchaço e vermelhidão, acompanhados ou não de pus. Outras alterações perceptíveis são:

- Estrias vermelhas que irradiam do local tatuado

- Secreção

- Mau cheiro no local

- Febre de 38ºC

- Dores musculares

- Fraqueza geral.

Para tratar a tatuagem inflamada, é necessário manter a região sempre muito bem limpa. Em alguns casos, prescreve-se o uso de antibióticos para evitar que as bactérias atinjam a corrente sanguínea.

Alergias na região tatuada também podem ser confundidas com infecção, mas geralmente são uma irritação causada pela pomada. Se a vermelhidão no local persistir, deve-se procurar atendimento médico e substituir o produto.

Pessoas que têm psoríase e desejam fazer uma tatuagem devem buscar o acompanhamento de um dermatologista e optar por desenhos menores. Isso evita deformações na tattoo, além de outros problemas de saúde. Pacientes com essa condição podem desenvolver o fenômeno de Koebner, caracterizado por lesões em forma de arranhões.

Tirou suas dúvidas sobre tatuagem inflamada? Então aproveite para compartilhar o artigo com seus seguidores nas redes sociais! E não se esqueça de acompanhar outras dicas de beleza aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
cuidados
infecção
inflamação
tattoo

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ