Pele

21/09/2014 10:12 - Atualizado em 23/11/2016 07:08

Tabagismo leva à perda de colágeno. Conheça outros fatores

Vício em cigarro provoca perda de colágeno na pele e causa diversos outros problemas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

É comum que as mulheres passem a se preocupar com o declínio do viço da pele apenas quando se atinge a meia idade. No entanto, a perda de colágeno começa muito antes do que se imagina, e dependendo da mulher pode ser antes dos trinta anos. Esse problema resulta em características físicas como perda do frescor, aspecto abatido, pele amarelada, olheiras fundas ou bolsas inchadas sob os olhos e marcas de expressão.

perda-de-colageno

E para quem fuma, a situação é ainda pior: mulheres na faixa dos 30 anos que fumam por mais de três anos mostram, em média, perda de colágeno de forma acentuada – maior do que em mulheres não fumantes. Isso ocorro porque cada cigarro diminui a oxigenação da pele por 90 minutos. Como consequência, a pele fica grossa e amarelada, por causa da nicotina, sem viço e opaca.

Causas da perda de colágeno

Além disso, o cigarro também causa distúrbios no metabolismo e acelera a perda de colágeno, diretamente ligada à flacidez, uma vez que essas são as células responsáveis por dar sustentação e elasticidade à pele, mantendo-a firme e com um aspecto mais jovial.

Juntamente com a diminuição da firmeza da pele devido a perda de colágeno, o ato de fumar também provoca rugas ao redor dos lábios por causa do movimento labial de sucção da fumaça de cada cigarro. As rugas também tendem a aparecer ao redor dos olhos, já que o fumante fecha os olhos parcialmente para proteger os olhos da fumaça.

Outras causas para a perda de colágeno

Porém, não é apenas o cigarro que é o vilão responsável pela perda de colágeno. Cuidados com a alimentação também devem ser tomados, visto que são fatores desencadeantes. O consumo de açúcares e gordura deve ser evitado ao máximo, por exemplo.

Isso pois o açúcar é responsável por outro processo de envelhecimento celular chamado "glicação": o açúcar se liga às proteínas da pele, como o colágeno, provocando a rigidez destas proteínas. Assim ela perde a função de elasticidade, deixando a pele flácida e com rugas. Já a gordura em excesso fica acumulada no tecido subcutâneo de forma irregular auxiliando na má aparência da pele com déficit de colágeno.

E já que se fala em alimentação, é possível usá-la a seu favor também na reposição do colágeno perdido bem como maximizar sua absorção com o consumo de zinco. Para isso, uma dieta equilibrada, rica em vegetais, incluindo frutas diversas, leguminosas, cereais e hortaliças é a melhor opção. As substâncias ativas encontradas nestes alimentos são excelentes antioxidantes que neutralizam a ação dos radicais livres, devolvendo a aparência jovial à pele.

Priorize o consumo de alimentos como laranja, limão, lima, acerola, caju, kiwi, morango, couve, brócolis, tomate, amêndoas, nozes, castanha do Pará, gema de ovo, vegetais folhosos, cenoura, abóbora, fígado, batata doce, damasco seco, brócolis, melão, e uvas escuras ou vermelhas. Encontre o colágeno nas proteínas das carnes e também na gelatina.

Outra forma eficiente de repor as necessidades da pele é dormindo bem. Dormir bem é essencial para que os nutrientes consumidos sejam bem aproveitados. Além disso, produzimos hormônios como a melatonina e o hormônio do crescimento. Estes hormônios possuem efeitos calmantes e reparadores.

Gostou das nossas dicas sobre perda de colágeno? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
cigarro
pele

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ