Pele

27/12/2015 01:00 - Atualizado em 05/12/2016 07:59

Regule o pH da pele e fique ainda mais bonita

O pH é responsável por manter a barreira de proteção natural da pele, combatendo bactérias e fungos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Para que a pele mantenha sua autoproteção e combata a ação de germes, poluição e bactérias que possam danificá-la, o manto hidrolipídico - uma espécie de barreira da cútis - deve estar ligeiramente ácido. Essa é a função do pH da pele: controlar e equilibrar os níveis de acidez para manter a saúde e beleza da tez.

Por isso, além de conhecer o tipo de pele para acertar nos cuidados do dia a dia, também é importante controlar o pH natural, pois o seu desequilíbrio pode ser o culpado por tudo o que acontece na cútis, desde espinhas até rugas. Determinando o nível de acidez da pele, é possível descobrir quais cuidados tomar e os melhores cosméticos a se usar.

mulher com ph da pele neutro

Como o pH da pele interfere na beleza

O termo pH que dizer potencial Hidrogeniônico, e é usado para descrever a relação ácido-alcalina de uma substância ou da própria pele. A numeração vai de 0 (o mais ácido) a 14 (o mais alcalino).

Levemente ácido, o pH da pele médio varia de 4,6 a 5,8, sendo responsável por combater bactérias e fungos e ainda proteger contra infecções, alergias, irritações e coceiras. O índice natural é determinado pela gordura e pelo suor liberados pelas glândulas sebáceas e sudoríparas. No entanto, pode sofrer alterações conforme a região do corpo e fatores externos, como o uso de produtos químicos.

ph da pele infográfico

A faixa de idade também influencia no pH da pele. Com o envelhecimento, a tendência é que o potencial torne-se cada vez mais neutro, o que deixa a cútis mais suscetível ao crescimento de bactérias e ao surgimento de rugas, flacidez e manchas.

A pele seca possui um pH mais ácido, tornando-se sensível, fina e opaca. Esse tipo de cútis tem poros visíveis e rugas finas, que se descamam facilmente. Nesses casos, o índice de pH normalmente é inferior a sete.

Quando a pele é normal, quer dizer que o pH está neutro, caracterizando um aspecto liso, macio e com poros pouco visíveis, normalmente com índice igual a sete. Já a pele oleosa possui um pH básico. Ela é áspera, com brilho intenso, poros dilatados e poucas rugas, mas com cravos e espinhas, indicando um pH superior a sete.

Saiba Mais
Escolha o sabonete para o rosto ideal para sua pele
Passo a passo: Como limpar a pele de verdade
Ácido málico faz bem para a pele e os músculos

Saiba como regular o pH da pele

Para manter o pH da pele equilibrado e conquistar uma aparência saudável e jovial, é preciso estar atenta a alguns cuidados. A cútis possui uma propriedade que regula o pH, fazendo com que ele retorne ao seu valor normal sozinho. Porém, com o uso dos produtos certos, é possível ajudar a controlar os índices sem prejudicá-los.

O ideal é usar cosméticos com pH neutro, além de evitar fragrâncias ou corantes. Na dúvida, o melhor é tratar o rosto com loções de limpeza, hidratantes e filtros solares específicos para o tipo de pele, cuidando para não exagerar nos detergentes, pois eles podem alterar o pH e prejudicar a barreira de proteção natural do corpo.

O excesso de cosméticos e de maquiagem também pode afetar o pH da pele. Para evitar danos e cuidar da cútis corretamente de acordo com suas características individuais, é indicado consultar um dermatologista sempre que possível para ter as recomendações certas.

Gostou das dicas de beleza? Conte para nós! E continue ligada para conferir mais novidades de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
rosto
acidez
tipo de pele
cuidados

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ