Pele

09/06/2015 08:08 - Atualizado em 08/12/2016 01:52

Protetor solar previne o aparecimento de manchas senis

Marcas comuns da idade são causadas pela exposição ao sol, mas não apresentam riscos à saúde.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Consideradas uma forma de distúrbio epitelial, as manchas senis são mais comuns em pessoas de pele clara, principalmente depois dos 40 anos. Elas aparecem na forma de marcas marrons, claras ou escuras, sendo também denominadas lentigo, melanose solar ou manchas da idade. Ocupam regiões lisas da pele e, geralmente, têm forma oval.

As manchas senis costumam aparecer nas partes do corpo mais expostas ao sol, como o rosto, os braços, os ombros, as costas, as mãos e os pés. São inofensivas e podem ser removidas com tratamentos estéticos para clareamento. Porém, se você tem o hábito de utilizar o protetor solar diariamente, não precisa se preocupar, pois essa é a melhor forma de prevenção.

manchas senis

Como surgem as manchas senis?

A principal causa das manchas senis é a exposição aos raios ultravioleta do sol. O excesso desses raios acelera a produção de melanina, o pigmento responsável pela coloração da pele. Quanto mais tempo a pessoa se expõe ao sol sem proteção, mais melanina fica acumulada em regiões isoladas de pele. Essa concentração dá origem às marcas com o avanço da idade.

Câmaras de bronzeamento artificial também produzem raios ultravioleta, o que leva ao aparecimento de manchas. Como os recursos artificias de luz são iguais à luz solar, a radiação ocorre da mesma forma e provoca aumento da melanina, o que acelera também o envelhecimento.

A composição genética pode favorecer o surgimento das marcas, que ocorrem com maior frequência em pessoas claras.

Quem avalia as manchas é o dermatologista, que é capaz de verificar a situação da pele e a presença das marcas senis apenas observando-as. É possível também realizar uma biópsia, em um procedimento de coleta de amostra da pele para verificar se é algo mais sério.

manchas senis

Tratamento para manchas senis

Não é necessário um tratamento para as manchas senis, já que elas não causam prejuízos à saúde. Porém, por questões estéticas, essas marcas comuns da idade podem ser removidas com medicamentos tópicos e outros procedimentos dermatológicos.

Alguns cremes clareadores ajudam a reduzir a aparência das manchas e, geralmente, possuem esteroides e retinoides na composição. Porém, como demoram em tornar os resultados visíveis, são os menos preferidos pelas mulheres.

Entre os procedimentos estéticos para remover as manchas senis, está a crioterapia, que utiliza nitrogênio líquido para congelar o local onde está a marca, destruindo a melanina de cor escura. Fique atenta, pois essa técnica pode deixar cicatrizes.

A dermoabrasão é outra forma de remoção, que usa uma escova rotativa e esfrega as camadas superficiais da pele. Vermelhidão e formação de crostas são consequências desse processo.

Os tratamentos a laser destroem as células produtoras de melanina e demoram várias sessões para garantir o resultado completo. São o procedimento que menos apresenta efeitos colaterais, mas também têm o valor mais alto.

Com uso de ácido, é possível realizar um peeling químico que dissolva as camadas exteriores da pele e reduza a aparência das manchas. Entre os efeitos indesejados, estão a irritação e a vermelhidão. São necessárias várias sessões e a pele não deve ser exposta ao sol por algum tempo depois do procedimento.

E você, já passou o filtro solar hoje? Deixe seu comentário! E aproveite para conferir as dicas de beleza do Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde da pele
manchas de idade
proteção solar
FPS

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ