Pele

20/07/2014 08:00 - Atualizado em 03/12/2016 06:17

Peeling de diamante renova células e ameniza rugas

Peeling de diamante tem diversas vantagens em relação aos métodos convencionais.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O peeling já é uma das técnicas para tratamentos de beleza mais usadas e procuradas por mulheres de todas as idades. Com o intuito de renovar e melhorar as condições da pele, as sessões são rondadas por descrições de dor e de vermelhidão. Muito menos agressivo à pele que o peeling químico, o peeling de diamante tem as mesmas finalidades que os demais tratamentos que utilizam essa técnica. Mas possui diversas vantagens.

Peeling de diamante é mais suave

Entre as vantagens que ele promete, está a melhora da aparência da pele, a melhor elasticidade, a redução da flacidez e o combate e a amenização das marcas de expressão.

Diversas mulheres e homens também recorrem ao peeling de diamante para tratar as manchas deixadas na pele pela acne. Essa mesma técnica pode ser utilizada no combate às estrias, suavizando a aparência das brancas e apagando as que ainda estão vermelhas.

Como é a sessão

O que mais assusta sobre o peeling tradicional - a dor e a descamação da pele - não são nem cogitadas no peeling de diamante. A esfoliação é dada pela ponteira da máquina e os cristais diamantados são minúsculos.

Enquanto o paciente precisa tirar um dia para a recuperação do peeling químico, na versão de diamante não é preciso qualquer tipo de repouso da pele, podendo ser feito a qualquer hora do dia.

Se você nunca fez nenhum tipo de peeling, não se assuste. É comum que durante a sessão o esteticista responsável puxe e estique a pele do local. Isso é feito para que ele possa aproximar melhor a ponteira do aplicador e esfoliar melhor a área.

A intensidade da esfoliação também pode variar de acordo com a área onde está sendo aplicada e o que se pretende tratar. É mais comum que o peeling de diamante seja mais intenso quando direcionado ao tratamento de controle de estrias e cicatrizes de coloração esbranquiçadas.

Resultados do peeling de diamante

A quantidade de sessões varia muito de acordo com o estado da pele tratada e do resultado ao qual o paciente pretende chegar. O mais comum são 5 sessões, às vezes já vendidas em pacotes pelas estéticas. Elas podem ser feitas de 15 em 15 dias ou, em casos mais extremos, com o intervalo de uma semana.

De uma forma geral, não existem contraindicações para o peeling de diamente. O procedimento pode ser aplicado em qualquer tipo de pele - branca, negra e até mesmo na bronzeada (sem modificar a tonalidade e característica dourada da pele) - assim como tanto em homens quanto em mulheres.

Cuidados pós-tratamento

Mesmo que a pele não fique tão machucada quanto nos procedimentos tradicionais, é importante que o paciente tome alguns cuidados básicos: após o procedimento, especialistas informam que é necessário passar protetor solar com fator aproximado ao 50 para todas as peles.

Escolha bem o produto e opte pelas versões que são hipoalergênicas e reduzem o risco de irritação da pele. Reaplique uma camada de protetor de 4 em 4 horas.

Caso você tenha alguma dúvida se pode ou não fazer o peeling de diamante devido ao estado da sua pele, converse com o seu dermatologista. Ele pode indicar e explicar o melhor tratamento para cada caso específico.

Você já fez esse tratamento? Quais outros tratamentos de estética você gosta?

TAGS
cuidados com a pele
estética

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ