Pele

15/11/2014 12:19 - Atualizado em 09/12/2016 07:28

Melasma exige cuidados redobrados com a pele no verão

Melasma é caracterizado pelo aparecimento de manchas escuras na pele.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O melasma é caracterizado por manchas escuras na pele. O problema é visto normalmente em áreas como o rosto, braços e peito e afeta principalmente as mulheres. Como principais causas, estão a exposição ao sol, gravidez e reações a anticoncepcionais femininos.

O que é o melasma

Em muitos dos casos de melasma, pode existir a ligação entre o uso de anticoncepcionais, gravidez e até mesmo o sol - fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e mesmo à luz visível. Estima-se também que a genética pode ter ligação com esse problema.

Os sintomas envolvem o aparecimento de manchas na testa, maças do rosto, nariz, lábios, têmporas, laterais dos braços e colo. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), muitas pessoas confundem as manchas com alergias a produtos.

“Muitas vezes, as pessoas relacionam o surgimento da mancha ao uso de algum creme, um procedimento de depilação com cera, acidentes domésticos com calor ou forno, mas todas essas possibilidades são apenas 'mitos' não comprovados cientificamente”, informa a SBD em seu portal.

melasma

Existe tratamento para o melasma?

Assim que você notar o aparecimento do melasma, vá até o dermatologista para analisar o que pode ser feito. Os tratamentos envolvem hábitos de proteção contra os raios ultravioleta, a luz visível e o uso de medicamentos tópicos e procedimentos para o clareamento. Segundo a SBD, o tratamento do melasma sempre prevê um conjunto de medidas para clarear, estabilizar e impedir que o pigmento volte.

Sempre antes de sair de casa, aplique o protetor solar em todo o seu corpo e rosto. A Sociedade Brasileira de Dermatologa indica o uso de FPS mínimo de 30. É importante procurar produtos que contenham a proteção contra os raios ultra violetas A e B, os famosos UVA e UVB.

Os cremes clareadores são ótimas opções para quem procura diminuir as manchas causadas por melasma. Eles são criados à base de hidroquinona, ácido glicólico e ácido azeláico, três ativos clareadores. Os resultados podem demorar um pouco para aparecer. Como já dito, o tratamento deve ser refeito constantemente para que a mancha não volte.

O peeling clareia a pele e pode ser mais efetivo do que o uso de cremes. Existem os tratamentos superficiais e profundos. O uso dessa técnica deve ser analisada por seu médico dermatologista. Nem sempre é necessário apostar na versão profunda.

O laser e luz intensa pulsada podem ajudar a diminuir as manchas de melasma. De acordo com a SBD, essa modalide deve ser feita com cautela para não acarretar maior pigmentação. 

Curtiu a matéria? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
verão
pele
beleza
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ