Pele

17/03/2016 06:00 - Atualizado em 24/11/2016 02:51

Manchas de pele exigem cuidados com o corpo

Exposição solar em excesso pode causar manchas e até mesmo tumores.

POR

Redação

  • +A
  • -A

É no verão que mais procuramos atividades físicas ao ar livre e aqueles raios de sol que garantem uma pele bronzeada. Porém, em muitos casos, o resultado dessa maior exposição solar são manchas de pele, que se tornam motivo de incômodo e preocupação.

Os seus hábitos diários influenciam diretamente no tratamento e no tipo de mancha que pode vir a aparecer na sua pele. Por isso, os cuidados devem ser diários.

Principais tipos de manchas de pele

A radiação ultravioleta tem efeito cumulativo. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a exposição solar está entre as principais causas do surgimento de manchas, rugas e pintas na pele, além de outros problemas de saúde, como câncer.

Já que estamos falando de efeito cumulativo da radiação solar, não podemos deixar de mencionar as sardas brancas, que também surgem em função do sol em excesso e do acúmulo de radiação. Longos períodos sob o sol, sem o uso de protetor solar e durante a vida toda, contribuem para o surgimento dessa pigmentação.

garota observa manchas de pele no espelho

Outro tipo de pigmentação, conhecido como manchas senis ou melanoses solares, também aparece por conta de excesso de exposição solar. Em geral, são escuras.

Até mesmo as luzes artificiais - como de computadores, celulares e tablets - podem deixar a sua pele com manchas locais. Alterações na pigmentação ainda podem representar alergias e precisam ser investigadas, assim como qualquer outro tipo de alteração dérmica.

Cuidados com a pele devem ser diários

Os cuidados diários com a pele começam pelo seu prato. Alimentos como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba são ricos em carotenoides e é justamente esse tipo de substância que ajuda na prevenção dos danos causados pela exposição ao sol.

Ingerir alimentos com alto teor de água e de fibras e baixa quantidade de carboidratos auxilia na manutenção da hidratação da pele. Isso ajuda a prevenir sinais de envelhecimento, doenças e ressecamento.

Os cuidados não são restritos apenas ao verão. No inverno, é importante evitar o uso excessivo de buchas, sabonetes que não sejam indicados para o seu tipo de pele e banhos muito quentes e prolongados.

O uso de protetor solar é indispensável, qualquer que seja a estação do ano. Proteja sempre as partes do seu corpo que ficam mais expostas à radiação solar.

Se mesmo assim, as manchas e as sardas aparecerem, saiba que o tratamento para o problema deve ser feito por um profissional especializado. A dermatologista Paola Machado Gomes ressalta que o tratamento só deve ter início após um exame minucioso para se descobrir o tipo de mancha, a profundidade e a localização.

Depois desse procedimento, é possível definir qual é o melhor tratamento para as manchas de pele, que pode incluir laser, peelings ou mesmo cuidados diários realizados em casa.

Gostou das dicas de beleza? Então compartilhe o artigo com seus seguidores nas redes sociais! E não se esqueça de acompanhar as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
exposição solar
manchas senis
sardas
melanose solar

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ