Pele

05/03/2016 01:00 - Atualizado em 07/12/2016 12:13

Coceira na gravidez: O que pode ser?

Especialista aponta possíveis causa para o desconforto.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Esperar um filho é um momento especial na vida de qualquer mulher, mas também é uma fase em que os cuidados precisam ser redobrados. Alguns males são comuns durante o período. A coceira na gravidez, por exemplo, é um desses sintomas.

Embora, na maioria dos casos, não seja um motivo de grande preocupação, esse tipo de desconforto precisa ser tratado e ter o acompanhamento do obstetra ou do ginecologista. Conheça algumas causas para a coceira durante a gestação.

mulher com coceira na gravidez

Coceira na gravidez pode indicar candidíase

De acordo com Luciana Potiguara, diretora do Centro de Reprodução Humana FertilCare, em Brasília, e membro da Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), uma das principais causas da coceira na gravidez é a candidíase.

Segundo ela, com as modificações hormonais durante a gestação, o organismo fica mais propenso ao desenvolvimento do fungo Cândida. “A flora vaginal se altera, havendo replicação desse fungo, provocando sintomas como um corrimento branco, coceira, irritação e inchaço na vagina, além de dor durante a relação sexual e, ainda, ardência vaginal”, completa.

Considerada comum, a infecção vaginal não oferece prejuízos com relação à evolução da gravidez e ao desenvolvimento do feto. Para tratar a doença, a especialista recomenda comunicar o obstetra logo que aparecerem os sintomas, a fim de realizar o tratamento correto com cremes vaginais específicos para alívio da coceira e combate à dor e ao corrimento.

Outros cuidados também podem oferecer uma melhora no quadro. Usar roupas de baixo de algodão, para permitir a transpiração da área, preferir roupas confortáveis, dormir sem calcinha e fazer a higiene íntima com sabonete de PH neutro ou glicerinado são alguns deles.

Outras causas para coceira na gravidez

A candidíase, no entanto, não é a única causa para coceira na gravidez. Mais rara, a colestase intra-hepática é uma doença ligada ao fígado que causa forte comichão no corpo da gestante - em especial, nos braços, nas pernas, nas solas dos pés e nas palmas das mãos. O desconforto acontece, principalmente, à noite. Quando agudo, interfere no sono.

A doença tem início tardio e, normalmente, se manifesta no segundo ou no terceiro trimestre da gravidez. Entre suas principais consequências, está o parto prematuro. No entanto, se tratada a tempo, com os remédios indicados, os riscos de que o bebê nasça antes da época certa diminuem consideravelmente.

Cabe ressaltar que a coceira na gravidez não precisa, necessariamente, estar ligada a uma doença. Comichões na pele durante a gestação são comuns, devido ao aumento de suprimento sanguíneo.

Além disso, o estiramento epidérmico sobre o abdômen enquanto o bebê cresce também causa pruído. Nesses casos mais leves, loções calmantes, cremes hidratantes e óleo de amêndoas costumam aliviar os sintomas e diminuem o desconforto.

Tirou suas dúvidas? Então aproveite para compartilhar o artigo com suas amigas! Não se esqueça de deixar sua sugestão nos comentários e de acompanhar outras novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
comichão
gestação
candidíase
colestase infra-hepática

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ