Pele

09/04/2016 03:00 - Atualizado em 05/12/2016 05:41

Coceira intensa é sintoma de escabiose: Veja como tratar

A escabiose pede tratamento prolongado e o cuidado total com roupas de cama e vestuário.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A escabiose é conhecida popularmente como sarna. Causada por um ácaro e capaz de tirar o sono de qualquer pessoa, essa doença dermatológica pode surgir tanto na infância quanto na vida adulta. Os principais sintomas são coceira, desconforto e lesões que podem se transformar em pequenas bolhas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o ácaro Sarcoptes scabie, variedade hominis, é transmitido pelo contato direto com um paciente infectado. Esse parasita é exclusivo da pele humana e não sobrevive por muito tempo quando está fora dela. Instalado no corpo, porém, é capaz de liberar até 50 ovos antes de morrer. Veja como tratar esse problema.

paciente com escabiose no consultório do dermatologista

Sintomas da escabiose

Os primeiros traços costumam surgir após quatro dias do contato com o ácaro. Pequenas bolinhas que coçam, e que podem ser cheias de água, causam sensações desconfortáveis principalmente durante a noite. As áreas mais afetadas pelos parasitas são mãos, seios, axilas, abdômen, bumbum, genitália, couro cabeludo e planta dos pés.

Outro sintoma característico são lesões parecidas com linhas onduladas, de aproximadamente um centímetro e meio de comprimento, que podem desaparecer com a evolução da doença. Também aparecem crostas, que podem piorar caso o infectado as coce demais.

O diagnóstico da escabiose é feito a partir da análise das lesões e dos sintomas descritos pelo paciente. O médico pode requisitar exames dermatológicos, nos quais uma pequena amostra da pele é retirada para ser observada com microscópio. A partir daí, recorre-se ao tratamento para eliminar a sarna.

Tratamentos para a escabiose

Diferentes medicamentos podem ser utilizados para aliviar os sintomas e diminuir a ação dos ácaros. As soluções escabicidas, segundo a SBD, devem ser espalhadas sobre todo o corpo por três noites seguidas. Remédios de via oral também costumam ser recomendados pelo dermatologista para aliviar a coceira.

O método recomendado pelo especialista deve ser seguido corretamente para evitar a evolução dos sintomas. Ainda, um novo tratamento deve ser feito sete dias após o primeiro processo. Essa etapa serve para acabar com os ovos que possam ter eclodido no período.

Móveis e objetos da casa devem ser vistoriados, após o diagnóstico de escabiose. Eles podem conter os ácaros que causam a doença e facilitar o contágio entre os familiares. As roupas de cama e de vestuário devem ser lavadas diariamente com os produtos recomendados pelo médico responsável pelo tratamento.

Cabe ressaltar que os medicamentos utilizados contra a sarna podem ser tóxicos para grávidas e lactantes. Nesses casos, vale conversar com o dermatologista e buscar um método seguro para aliviar os sintomas. Os sabonetes, na maioria dos casos, não são eficazes e podem acarretar reações alérgicas ainda piores.

Tirou suas dúvidas? Então aproveite para compartilhar o artigo com outras pessoas que possam se interessar pelo assunto! E não se esqueça de conferir as novidades de saúde e beleza do Vivo Mais Saudável.

TAGS
sarna
doença dermatológica
tratamento
ácaro

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ