Pele

04/07/2014 06:00 - Atualizado em 04/12/2016 11:35

Aprenda como escolher hidratante para pele oleosa

Hidratante para pele oleosa deve ser acompanhado por cuidados diários.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A pele oleosa favorece o aparecimento de acne no rosto. E hidratá-la com creme inadequado pode piorar a situação. Mas a gente ajuda: com as informações abaixo, você vai aprender como escolher o melhor hidratante para pele oleosa.

Hidratante para pele oleosa

Muita gente que sofre por ter uma pele oleosa evita usar hidratantes faciais, por pensar que qualquer produto vai intensificar ainda mais o problema. Porém hoje não é difícil achar no mercado um bom hidratante para pele oleosa. Munido de um bom creme e de alguns cuidados diários, qualquer um pode deixar sua pele mais linda, lisinha e saudável.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Vamos fazer um experimento. Lave o seu rosto apenas com sabonete, sem passar nenhum produto depois, e compare com o resultado de aplicar esse produto. Você vai ver que, no primeiro caso, pouco tempo depois, sua pele já não vai mais estar limpa e seca. Isso porque a falta de hidratação estimula maior produção de óleo – é o chamado efeito rebote, que acontece pois a pele perde tanta água que produz a oleosidade para tentar saciar essa “sede”.

Como escolher um hidratante para pele oleosa

Existe uma infinidade de produtos desse tipo, cada um com suas particularidades e funções. O ideal é consultar um dermatologista para obter uma recomendação embasada. Ele vai saber qual produto tem melhor efeito de acordo com as suas necessidades e o seu tipo de pele.

É importante saber que hidratante para pele oleosa não pode obstruir os poros, não deve conter óleo – esses produtos levam o nome de oil free – e não pode provocar cravos – não-comedogênicos. São essas características que garantem que o creme não deixe a pele com um aspecto gorduroso.

Prefira hidratantes em loção, emulsão ou gel-creme, pois esses possuam uma textura mais leve e suave em relação aos cremes concentrados. Para evitar a hipersensibilização da pele, opte também por hidratantes livres de fragrância (fragance free), especialmente se você tem problemas com acnes.

Antes do hidratante, para a limpeza diária, você também vai precisar de produtos especiais. Prefira sabonetes que sejam desengordurantes e adstringentes, mas use de forma equilibrada. A lavagem em excesso também pode provocar o tal efeito rebote.

Os agentes usados para tratar a pele oleosa precisam estimular a renovação celular (por meio do ácido salicílico e outras substâncias). A pele também não dispensa o uso de filtros solares livres de óleos e que controlem o brilho – pode ser difícil achar um que segure bem sem deixar a pele melecada, mas eles existem. Fazer uma esfoliação na pele ao menos uma vez por semana é outro método que ajuda a melhorar a textura da sua pele.

Cuidados diários

Existem outros hábitos à parte da hidratação por meio de cremes que também contribuem para diminuir a oleosidade da pele. Três deles são bem importantes:

1 - Evite tomar banhos muito quentes. É ruim para pessoas que têm a pele muito seca, pois remove a oleosidade natural da pele, e para quem têm a pele bastante oleosa, pelo mesmo motivo – o organismo considera um sinal para produzir mais oleosidade.

2 - Cuide de sua alimentação. Beba bastante água e evite o consumo de alimentos muito ricos em gorduras e açúcares. Dê prioridade a comidas que tenham minerais como o cálcio, fósforo, magnésio e vitaminas A, B2, C e B6.

3 - Evite ao máximo o ar-condicionado. Ele também colabora com o efeito rebote, pois rouba a umidade do ar e induz o corpo a produzir mais óleo.

Gostou do texto? Deixe então seu comentário! 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ