Pele

27/02/2015 11:28 - Atualizado em 07/12/2016 04:15

Adolescência eterna? Saiba como acabar com as espinhas de vez

Não sabe como acabar com as espinhas? Mesmo depois dos 20 anos, tratamentos podem ser eficientes.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Acne pode ser um problema persistente. Após a adolescência, é comum as mulheres pensarem que estão livres das complicações de pele, mas nem sempre isso acontece.

Descobrir como acabar com as espinhas não é fácil, principalmente após os 20 anos. Ainda assim, existem tratamentos possíveis. Conheça alternativas para combater a adolescência tardia.

como acabar com as espinhas

Aprenda como acabar com as espinhas na fase adulta

De acordo com dermatologistas, as espinhas podem aparecer até mesmo depois dos 25 anos. E os tratamentos costumam ser complicados.

Típica do rosto adolescente, a acne é curada naturalmente na puberdade. Porém, fica mais complicado saber como acabar com as espinhas quando elas insistem em surgir mais tarde. O organismo perde sua capacidade de “combate natural” e é necessário encontrar tratamentos com medicamentos, pomadas ou cremes.

Quando a acne aparece depois dos 20 anos, é preciso se preocupar. Segundo especialistas, ela pode ser sintoma de alguma disfunção no organismo. Quando adulta, a pessoa tem mais empecilhos para aprender como acabar com as espinhas, por isso o mais recomendável é buscar auxílio com um dermatologista, que pode avaliar a pele de maneira adequada.

Considerada uma inflamação dos folículos pilossebáceos da pele, a acne surge quando os hormônios sexuais aumentam e provocam a multiplicação de bactérias que travam a saída do folículo.

Em alguns casos, esse tipo de problema dermatológico pode estar associado à síndrome do ovário policístico. O tratamento para quando existem complicações além das espinhas varia de acordo com a gravidade das lesões.

Não há como acabar com as espinhas sem esperar uma consequência. A maioria das pomadas e dos medicamentos utilizados provoca algum tipo de reação. De pele seca a infertilidade temporária, é necessário um acompanhamento médico sério para evitar complicações.

Como acabar com as espinhas sem comprometer a saúde

Os principais medicamentos utilizados para eliminar as espinhas depois dos 20 anos têm algumas restrições. Portanto, você deve sempre consultar um dermatologista antes de dar início ao tratamento.

Tratamento a laser

Quando a incidência da acne é leve, os tratamentos com laser são recomendáveis porque reduzem a aparência das manchas. Os raios conseguem destruir as bactérias das espinhas, agindo diretamente nos poros.

Antibióticos

Vêm em forma de comprimido e podem funcionar no combate à acne. Eles também são fabricados em gel ou loção. Converse com o médico para ver se é possível administrá-los, lembrando que, depois dos 20 anos, é necessário um acompanhamento especial.

Isotretinoína

Nas situações mais graves, quando não se sabe mais como acabar com as espinhas, alguns dermatologistas podem recomendar a isotretinoína retinóide em comprimidos. O problema na administração desse medicamento é que, apesar de bastante eficiente, ele causa diversos efeitos colaterais, sendo o mais perigoso a infertilidade feminina temporária.

O remédio é rodeado de mitos, mas na verdade funciona acelerando a renovação celular da pele, podendo deixar os lábios secos, causar dores de cabeça e provocar problemas nas articulações do corpo.

Algumas substâncias químicas do cérebro também podem ser comprometidas. Depressão aparece em alguns raros casos, mas não é descartada. A isotretinoína ainda é administrada porque o aspecto da pele melhora consideravelmente e muitas pacientes buscam esse tratamento.

Gostou das dicas de beleza? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligada em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
cuidados com a pele
acne
espinhas
20 anos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ