Pele

10/10/2014 12:07 - Atualizado em 29/11/2016 04:14

5 dicas para proteger sua pele do efeito sanfona

Não corra o risco de sofrer com o efeito sanfona: veja como evitar os problemas pós-dieta.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O efeito sanfona, grande vilão de quem deseja emagrecer, é um problema visto diariamente por nutricionistas que recebem novos pacientes em seu consultório. Em busca do corpo perfeito, muitas pessoas se submetem a dietas milagrosas e rápidas, que acabam prejudicando e diminuindo os nutrientes e músculos existentes no corpo.

A pele, outra prejudicada após o efeito sanfona, pode ficar com aspecto flácido e caído. Isso se dá pela necessidade do corpo de queimar músculos ao invés de gordura. Como a gordura é maior e ocupa um volume consideravelmente superior aos músculos, a pele acaba ficando com um aspecto murcho.

efeito-sanfona

Consequências do efeito sanfona

Extremamente importante para a autoestima, o aspecto da pele pode influenciar na sua vida social. Pessoas que estão se sentindo flácidas ou com a pele caída deixam de usar roupas que mostram a pele ou não vão mais à praia.

Confira a lista de medidas que podem ajudar a melhorar a sua pele após o efeito sanfona e se sinta feliz consigo mesma:

Pele x efeito sanfona

1. Colágeno

Importante para uma pele saudável e firme, o colágeno é uma proteína produzida pelo nosso corpo. Ela corresponde a cerca de ¼ de toda a proteína existente no corpo humano. O colágeno tem a função de formar as fibras que sustentam a pele. Ela também auxilia a saúde dos cabelos, unhas, ossos e cartilagens.

Atualmente já são encontradas versões industrializadas da proteína. O colágeno hidrolisado, em pó, pode ser dissolvido em 200 ml de água. A quantidade correta para ajudar a pele após o efeito sanfona é de cerca de 10 gramas por dia. Se preferir, você pode consumir a proteína em forma de cápsulas.

2. Radiofrequência

O tratamento emite ondas eletromagnéticas, que com o calor aumentam a produção de fibras de colágeno. Esse tratamento é muito utilizado por senhoras de mais idade que querem revitalizar a pele do rosto. A radiofrequência aumenta a circulação sanguínea, prevenindo a flacidez da pele.

3. Laser infravermelho

Esse laser estimula a pele a produzir colágeno, elastina e mais alguns componentes importantes para a elasticidade e sustentação da pele. Recomenda-se o uso desse aparelho após muitas dietas que causaram o efeito sanfona.

4. Ultrassom microfocado

Uma das mais modernas tecnologias, o ultrassom microfocado aquece as camadas da derme, estimulando a formação de colágeno e elastina. Esse procedimento é utilizado para revitalizar a pele do rosto e do pescoço.

5. Óleos

Se o problema for o aparecimento de estrias, a hidratação da pele é muito importante após o efeito sanfona. Para melhorar a pele, a indicação é o uso de óleos e cremes hidratantes. O óleo pode ser aplicado após o banho. Deve ser feita uma massagem, já que essa ação melhora a circulação no local.

É importante lembrar que essa ação não exclui as estrias do corpo, ela apenas melhora o aspecto e previne próximos aparecimentos.

Gostou das nossas dicas sobre o efeito sanfona? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
dieta
emagrecimento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ