Para Eles

10/04/2016 07:00 - Atualizado em 24/11/2016 09:45

Não tenha medo da cera quente: Veja como usar

A depilação com cera deixa a pele lisinha por quase um mês inteiro.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Tem muito homem que só é durão até o momento de se depilar com cera quente. A dor é um dos principais motivos para os caras deixarem o método de lado. Porém, deve-se reconhecer que a técnica garante uma pele lisinha por mais tempo.

Segundo a dermatologista Carolina Reato Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a depilação com esse produto não é indicada para quem tem pele sensível. Como ela remove os pelos pela raiz, pode encravá-los, o que compromete o visual e o bem-estar. Por isso, é importante tomar alguns cuidados na hora de realizar o procedimento.

homem sendo depilado com cera quente

Vantagens e desvantagens da cera quente

O principal ponto positivo da depilação com cera quente é o tempo de duração. O pelo removido demora muito mais para crescer, já que é arrancado completamente. O resultado pode durar até 25 dias.

Como a cera aumenta a temperatura da pele, ela propicia a dilatação dos poros, o que facilita a remoção dos fios. Isso pode tornar o método mais confortável que o uso da cera fria, dependendo da sensibilidade da pessoa.

A grande desvantagem, porém, é a dor. Simplesmente não há como diminuí-la. Além disso, a reutilização do produto pode favorecer a proliferação de fungos e bactérias que causam infecções. A dica é procurar um salão reconhecido e de qualidade, que use matéria-prima nova e utensílios descartáveis ou devidamente esterilizados.

A dermatologista Carolina Marçon recomenda ficar de olho na região a ser depilada. Nem toda área do corpo reage da mesma maneira e, por isso, vale pedir o auxílio de um profissional. Virilha e rosto, por exemplo, são mais sensíveis e pedem a escolha de procedimentos depilatórios menos agressivos.

Vale lembrar que o procedimento com cera quente pode causar foliculite, inflamação causada por pelos encravados. A melhor maneira de evitar essa complicação é investir em cremes esfoliantes e substâncias queratolíticas indicadas pelo dermatologista. Se você apresentar inflamações de repetição, é melhor depilar-se de outra maneira.

Dicas para uma depilação sem riscos

1. Higienize a pele completamente; utilize sabonete antibacteriano para assegurar que a região a ser depilada esteja completamente limpa

2. O profissional que irá realizar o procedimento deve utilizar luvas e máscara

3. A cera quente não deve causar queimaduras; é necessário testar o produto para verificar se a temperatura está adequada

4. O material usado durante o procedimento deve ser descartável, a fim de evitar contágio por fungos e bactérias

5. Cosméticos pós-depilação podem melhorar o aspecto da pele e diminuir a sensação de ardência; peça indicação para a esteticista ou para seu dermatologista.

E então, vai encarar a remoção de pelos com cera quente? O que você acha dessa técnica? Deixe um comentário! Aproveite para compartilhar o artigo nas redes sociais e confira o que seus amigos acham! E não se esqueça de acompanhar outras dicas de beleza para homens aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
depilação masculina
pelo encravado
foliculite
tipos de cera

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ