Maquiagem e Unhas

16/07/2014 03:00 - Atualizado em 10/12/2016 08:58

Pintura facial: uma diversão que exige cuidados

A pintura facial requer o uso de tinta específica. Caso contrário, podem ocorrer alergias na pele.

POR

Redação

  • +A
  • -A

É muito comum ver crianças – e até adultos – usando algum tipo de pintura facial em festas infantis, eventos temáticos, apresentações teatrais e jogos de futebol. No entanto, mesmo parecendo algo inofensivo, a pintura no rosto exige alguns cuidados para que a diversão não se transforme em dor de cabeça na hora de retirar o produto.

Pintura facial requer tinta específica

pintura-facialFoto: Shutterstock

Nem sempre o desenho que se pinta no rosto é feito apenas com maquiagem. Para criar efeitos mais artísticos e com diversidade de cores, muitas vezes a pintura facial é feita com produtos que não são adequados para aplicação na pele. As consequências podem incluir desde um simples ressecamento até lesões decorrentes de reações químicas.

Por ser bastante sensível, a pele do rosto normalmente necessita de cuidados especiais e qualquer produto destinado a essa região do corpo precisa ser específico. Com relação a pintura facial não é diferente. Se você apresentar uma reação alérgica, dificilmente vai conseguir esconder a vermelhidão (e o arrependimento!) depois de ter utilizado uma tinta inadequada.

A tinta certa para pintar o rosto

A tinta tipo guache é um exemplo de produto aplicado inadequadamente na pintura facial. Por ser produzida à base de água, muitas pessoas acreditam que ela não cause problema algum e acabam por utilizá-la com frequência, inclusive no rosto de crianças em idade escolar. Mas não se engane: mesmo sendo atóxica, o guache apresenta outros componentes em sua fabricação. Se você já pintou o rosto alguma vez com essa tinta, deve lembrar da sensação de rachadura que ela deixa na pele após secar.

Existem tintas específicas que podem ser usadas para fazer uma pintura facial caprichada sem oferecer riscos à saúde da pele. Fique atento ao rótulo do produto e procure pela certificação da ANVISA, órgão responsável por certificar as marcas disponíveis no mercado.

Para não errar, procure produtos específicos para pintura artística facial e dê preferência para os tipos que, além de água, possuam glicerina em sua formulação. E mesmo que você tenha encontrado a tinta ideal para pintar o rosto, observe sempre o prazo de validade e nunca utilize produto vencido. Isto vale também para maquiagens e afins.

Como remover a pintura facial

Nem pense em ir dormir sem remover por completo a pintura facial. Ao invés disso, utilize lenços umedecidos especiais para tirar maquiagem ou aplique um creme demaquilante. Se você não tiver demaquilante cremoso em casa, utilize um creme hidratante. Demaquilantes à base de óleo não costumam remover tão facilmente a tinta da pele.

O ideal é lavar bem o rosto depois, com sabonete neutro ou à base de glicerina, fazendo bastante espuma e massageando suavemente até retirar toda tinta. Uma dica é usar uma toalha limpa e umedecida em água morna para ajudar a retirar qualquer resquício de tinta. Se precisar repetir a operação faça isso gentilmente para não agredir a pele. Procure secar sem esfregar e, depois de limpo por completo, seu rosto vai precisar de um bom hidratante para restaurar as propriedades naturais da pele.

E aí, gostou das dicas ? Então deixe seu comentário e compartilhe sua experiência!

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ