Maquiagem e Unhas

13/03/2016 12:00 - Atualizado em 25/11/2016 08:25

Maquiagem para a escola: Pode ou não pode?

Meninas cada vez mais jovens estão usando maquiagem, e não a da mãe.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O mercado da beleza está cada dia mais valorizado e atingindo um público ainda mais jovem. Por isso, não é incomum as meninas usarem maquiagem para a escola ou para outros eventos do dia a dia com mais frequência.

Porém, é preciso saber que o uso deve ser controlado pelos responsáveis, e que há uma maneira correta de aplicar os cosméticos. Confira as dicas a seguir e saiba como acertar na escolha.

menina fazendo maquiagem para a escola

Maquiagem é apropriada para crianças?

A maquiagem parece estar em declínio entre mulheres adultas – e em ascensão entre crianças, pré-adolescentes e adolescentes do sexo feminino. É o que indica um novo relatório da empresa de pesquisa de mercado NPD Group: quem tem entre 18 e 64 anos está usando menos maquiagem, mas quem tem entre 8 e 12 anos está usando mais.

Essa precocidade também é confirmada por outros levantamentos. Uma pesquisa conduzida pela empresa Escentual solicitou que mil mulheres falassem sobre suas experiências com filhas, irmãs mais novas e outros familiares do sexo feminino sobre maquiagem.

Os resultados mostraram que dois terços dessas mulheres mencionaram que, nos dias de hoje, as meninas começam a pintar o rosto três anos antes do que ocorria em sua geração. Em outras palavras, agora parece norma que pré-adolescentes usem cosméticos. E não apenas para ir a festas, senão que eles também estão se tornando essenciais até para ir ao colégio.

Os pais e responsáveis devem ficar atentos. Dermatologistas alertam que muita maquiagem em idade jovem não só agrava problemas atuais de pele, mas igualmente é capaz de ter efeito negativo sobre a aparência no longo prazo.

Para quem usa, há ainda outras questões relevantes. Se você deixar sua filha usar, é preciso garantir que o produto seja removido completamente da pele mais tarde para não deixá-la seca, sensível e irritada. A quantidade usada também faz bastante diferença – evite excessos.

Pesquise, ainda, sobre o cosmético que for usado. A composição é importante porque há substâncias, como parabeno, que são inapropriadas para certas idades por serem desestabilizadores hormonais. Já outras também podem irritar a pele.

Como deve ser a maquiagem para a escola

Para quem gosta de satisfazer a vontade das jovens e permitir a maquiagem na escola, há algumas dicas que podem ajudar a deixá-la apropriada para esse ambiente. Confira.

- Mantenha a maquiagem leve, suave e sutil: deixando-a natural, evitará não só um look exagerado, mas também excesso de produtos que possam prejudicar a pele

- Evite usar sombras, pois elas podem tornar o visual carregado e inapropriado para o ambiente; o ideal é apostar em um rímel incolor, bem como em gloss ou lipbalm para os lábios

- Base, só mais tarde; o produto pode prejudicar a pele ainda em formação e piorar a ocorrência de espinhas durante a adolescência - um bom protetor solar com cor, muitas vezes, é a melhor opção

- Corretivo pode ajudar, mas só as mais velhas; uma camada fina é capaz de igualar a pele e esconder algum tipo de mancha; lembre-se apenas de não exagerar, do contrário o produto pode se tornar visível.

Qual sua opinião sobre a maquiagem para a escola? Conte para nós! E, se gostou do artigo, aproveite para compartilhar as dicas do Vivo Mais Saudável com seus seguidores nas redes sociais.

TAGS
vida escolar
comportamento
crianças e adolescentes
make leve

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ