Maquiagem e Unhas

21/05/2015 04:08 - Atualizado em 25/11/2016 05:50

Kit manicure: Veja os itens indispensáveis para montar o seu

Ter o seu próprio kit manicure ajuda a prevenir possíveis infecções e até mesmo a hepatite B.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Além de demonstrar higiene, estar com as unhas feitas completa o visual de qualquer de mulher. Caso você não tenha muito tempo para ir ao salão, montar um kit manicure é a melhor opção para fazer as unhas em casa ou para levar para sua manicure e garantir a higiene dos produtos.

Antes de cortar e lixar as unhas, você deve prestar atenção na qualidade e higienização de cada material. Se você não tem ideia do que comprar para colocar no seu kit manicure, confira a seguir algumas sugestões para fazer as unhas em casa com segurança.

kit manicure

Itens que compõem o kit manicure

- Palitos de unha

- Lixas de unha

- Creme amolecedor de cutículas

- Espátula/afastador de unha

- Alicate de cutículas

- Tesoura pequena e cortador de unhas

- Base fortalecedora

- Óleo secante

- Cobertura extra brilho

- Esmaltes

- Algodão

- Acetona ou removedor de esmalte sem acetona

- Bolsa para organizar os itens.

Com o kit manicure pronto, você pode usá-lo tanto em casa, como levá-lo ao salão de beleza que costuma frequentar. Assim, você garante que suas unhas estejam bem cuidadas em todos os aspectos.

Apesar de todos os itens auxiliarem no cuidado das unhas, os mais importantes são os acessórios cortantes (alicate, cortador e tesoura) que devem ser mantidos com higiene e devem ser usados somente por você. O restante dos materiais servem para detalhes de cuidados das unhas.

O creme amolecedor de cutículas é bastante útil para quem tem o costume de remover a pele ao redor das unhas, pois ajuda a hidratar a região. Ele facilita na hora da limpeza do esmalte.

Cuidados com seu kit manicure

Ter o próprio kit manicure exige cuidado e atenção. O principal material que pede higiene e esterilização é o alicate. Ele precisa ser afiado conforme o uso e deve ser guardado com uma ponta protetora para evitar acidentes. Para eliminar fungos e bactérias, o ideal é deixá-lo de molho por alguns minutos em água fervente ou limpá-lo com álcool 70, que possui função antisséptica.

O problema mais comum de quem faz as unhas costuma ser a cuticulite, um tipo de infecção na cutícula que surge após uma lesão na região. Se o corte for profundo, pode se transformar em uma carne esponjosa e precisar até de intervenção cirúrgica para a retirada.

Quando a manicure ou até mesmo você tira a cutícula, o ideal é remover apenas o excesso. Se você machucar a cutícula, deve limpar a área com antisséptico. Caso a área continuar vermelha, inflamada, quente e dolorida após três a quatro dias, procure um médico.

Também é importante redobrar a atenção com a hidratação das unhas para prevenir machucados. Cremes com ureia e ácido lático deixam a mão mais macia e diminuem a quantidade de pele dura que você ou sua manicure tem o hábito de tirar, principalmente nos cantos das unhas.

A contaminação dos alicates e instrumentos cortantes pode ocasionar hepatite B. Mesmo lavando o sangue do alicate, o vírus pode continuar presente no instrumento por até uma semana.

Para evitar a proliferação de certos tipos de fungos, bactérias e vírus, recomenda-se que somente você utilize o material. Caso precise fazer a unha sem eles, prefira os produtos descartáveis ou esterilize os instrumentos em um aparelho aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ