Estética

14/03/2016 11:00 - Atualizado em 01/11/2016 10:45

Vinhoterapia: Bebida também faz bem para a pele

Tratamento rejuvenescedor ajuda a tonificar os músculos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O vinho é uma das bebidas mais antigas do mundo e seus benefícios vão desde a prevenção de problemas cardiovasculares até melhoras na memória. Já a vinhoterapia explora outras vantagens dessa bebida ao propor um tratamento para a pele à base de uva e de seus derivados.

Os produtos usados nesse procedimento estético são cremes, géis e banhos que causam efeitos de clareamento, desintoxicação, tonificação, nutrição e combate ao envelhecimento da pele. Saiba mais.

mulher com taça de vinho - vinhoterapia

Como é feita uma sessão de vinhoterapia?

A vinhoterapia é uma técnica terapêutica ortomolecular, ou seja, um tratamento que acredita que, ao estabilizar os níveis das substâncias corporais, é possível curar doenças físicas e mentais. Por meio dos tratamentos à base de uva e derivados, pretende-se repor vitaminas e eliminar radicais livres.

Existem dois tipos de tratamento:

Corporal

Em algumas clinicas de beleza, realizam-se esfoliações para remover as células mortas da pele e, depois, começar os outros processos. As bandagens com vinho tinto quente e sais termodinamizantes são feitas por 30 minutos para que os produtos penetrem. Os banhos de imersão e a massagem corporal também contam com produtos à base de uva e estimulam a produção de colágeno.

Facial

Para iniciar o procedimento, é feita uma limpeza profunda da pele para abrir os poros. Depois, é aplicado peeling iluminador, juntamente com cremes à base de vinho, que estimulam a produção de novas células. Logo em seguida, é realizada uma massagem no rosto. No fim, usa-se uma máscara facial de vinho, que age por 25 minutos. A sessão dura em média uma hora.

Especialistas apontam que, além do efeito rejuvenescedor, a vinhoterapia também tonifica os músculos, hidrata a pele e melhora a aparência de regiões do corpo como abdômen e glúteos. Os polifenóis e os bioflavanoides presentes na uva são os responsáveis pelos benefícios desse tratamento terapêutico. O polifenol resveratrol, encontrado principalmente no caroço da uva moscatel, promove a elasticidade da pele e a deixa mais jovem.

É importante ficar atento e escolher clinicas especializadas para realizar esses procedimentos sem causar danos à sua pele. Se, após o tratamento, você notar qualquer alteração, procure atendimento médico imediatamente.

infográfico vinhoterapia

Os benefícios do vinho

os benefícios da uva não ficam restritos somente à pele. A fruta é rica em vitaminas A e do complexo B, ferro e sulfato de potássio. Esses nutrientes ajudam na regeneração do fígado, eliminam toxinas, auxiliam no bom funcionamento dos rins e combatem a anemia.

Por isso, a uva é muito bem-vinda à mesa duas vezes por dia, se for consumida como vinho. Essas propriedades ajudam, inclusive, na redução dos riscos de desenvolvimento de câncer.

A bebida alcoólica favorece a redução da pressão sanguínea e do colesterol ruim, além de promover a vasodilatação, características que colaboram para prevenir o infarto. Porém, para desfrutar dessas vantagens, é necessário evitar exageros e consumir duas taças de 200ml por dia, junto com as refeições.

Que tal testar a vinhoterapia? Depois nos conte como foi! Se gostou do artigo, aproveite para compartilhar as informações com seus amigos nas redes sociais. E não se esqueça de conferir outras dicas de saúde e beleza aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
vinho tinto
uva
tratamento estético
envelhecimento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ