Estética

12/09/2014 04:00 - Atualizado em 30/11/2016 07:50

Redução de mama: Conheça os riscos e os benefícios do tratamento

Redução de mama é opção para mulheres que se sentem desconfortáveis com tamanho dos seios.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Enquanto muitas mulheres querem aumentar seus seios por motivos estéticos, outras querem passar pelo processo inverso, o de redução. Há mulheres que sentem que os seus seios são muito grandes e não são proporcionais às demais formas do corpo. Há também mulheres que sofrem dores nos pescoço e nas costas em função do peso dos seios. Para essas pessoas, a redução de mama é a melhor opção.

reducao-de-mama

Quem deve fazer a cirurgia de redução de mama

A primeira questão a se pensar é: como obter uma redução de mama ideal? Para isso, vários fatores são estudados quando você está considerando a ideia de se submeter a essa cirurgia. As melhores candidatas ao procedimento são aquelas que percebem que nessa intervenção o principal propósito é a saúde e não apenas a estética.

Para as mulheres, os seios grandes podem causar dores nas costas e pescoço e problemas posturais que podem eventualmente levar a deformidades esqueléticas. Ter seios grandes pode provocar dificuldades respiratórias e problemas de perturbação do sono, levando o paciente a uma perda significativa de energia e vitalidade. Encontrar uma roupa que se adeque ao tamanho das mamas também é tarefa complicada.

Como funciona a redução de mama 

Após a cirurgia de redução de mama a medicação vai ajudar a reduzir o inchaço e o incômodo causado pelo processo. Além disso, a sensibilidade das mamas e os hematomas também serão reduzidos com esse acompanhamento.

Depois de passar pela cirurgia a pessoa ficará com a região torácica enfaixada durante dois dias. O cirurgião irá remover os pontos cerca de duas semanas após o procedimento cirúrgico. No período de recuperação não se deve levantar peso ou realizar atividades extenuantes. O ideal é esperar cerca de um mês para voltar a realizar essas atividades.

Você deverá usar um sutiã cirúrgico durante o período de recuperação. Pode levar vários meses ou até um ano antes de seus seios recuperarem sua forma natural e você poder ver os resultados finais da cirurgia.

Lipoaspiração é um muito usado na redução de mama. Especialmente para as mulheres que, além das mamas, querem remover gorduras indesejadas do corpo. A pele das mamas dessas mulheres deve ser muito elástica para que elas não fiquem fora se simetria quando o excesso de gordura for eliminado do corpo da mulher.

Ao escolher um cirurgião é importante decidir-se por um que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgiões Plásticos. O cirurgião escolhido deve ter experiência ou especialização em mamoplastia redutora, já que a cirurgia é mais complexa do que a de aumento de seios. 

Como em todas as cirurgias, existem riscos comuns como infecções ou reações à anestesia. Você pode usar os antibióticos prescritos pelo seu médico para tratar a infecção. Além disso, há outros efeitos colaterais associados com a cirurgia de redução de mama, como a perda de sensibilidade do mamilo e a incapacidade de amamentar.

Outros efeitos colaterais podem ser cicatrizes permanentes em seus seios e possível assimetria, que é quando um dos seios não está na mesma forma e tamanho do outro. Se o cirurgião que você escolheu para realizar o procedimento é um cirurgião qualificado, pode responder às suas perguntas sobre os efeitos colaterais ainda na primeira visita.

Curta a página do Vivo Mais Saudável e comente o que achou da matéria!

TAGS
seios
cirurgia plástica
saúde
autoestima

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ