Estética

01/02/2016 05:00 - Atualizado em 17/12/2016 02:23

Os vasinhos nas pernas incomodam você? Livre-se deles

Tratamentos com laser e luz pulsada ajudam a eliminar o problema.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma queixa bastante comum entre as mulheres é o surgimento de vasinhos nas pernas, aquelas veias superfininhas que marcam a pele. O termo técnico para o problema é telangiectasia, uma dilatação do vasos capilares.

Para saber mais sobre essa condição e conhecer alternativas para eliminar o problema, o Vivo Mais Saudável conversou com a médica Joana D'arc Diniz, diretora científica da Sociedade Brasileira de Medicina Estética. Confira!

Causas para os vasinhos nas pernas

Segundo Dra. Joana D'arc, a incidência de telangiectasias na pele é comum, podendo ocorrer principalmente na face e em membros inferiores. Quando são encontradas nas pernas, especialmente em mulheres, podem estar associadas a varizes.

mulher sem vasinhos nas pernas

As marquinhas são decorrentes do aumento da pressão venosa capilar, ou microcirculação. Além disso, pode ocorrer casos por origem hereditária, ocorrendo hemorragias por causa da ruptura de telangectasias localizadas.

"Os tratamentos mais eficazes são os lasers e a luz pulsada", explica a profissional. O laser somente é indicado para lesões vasculares, como telangiectasias e veias reticulares, ainda que seja uma técnica bastante utilizada nos casos de vasos superficiais. Dentre as suas funções, o aparelho atinge a oxi-hemoglobina, que forma o pigmento vascular.

Já a tecnologia da luz pulsada associada à radiofrequência bipolar promove uma grande redução das manchas vasculares e, consequentemente, o clareamento delas. São recomendadas em média três sessões, com intervalo de 30 dias entre cada uma.

A duração do tratamento fica sujeita à extensão da área tratada, ou seja, à quantidade apresentada de vasinhos nas pernas. Após cada sessão, ocorre um edema, que diminui depois de um dia. Por isso, é preferível não realizar o processo muito próximo a um evento importante, pois a região pode ficar avermelhada nos dois primeiros dias, dependendo da sensibilidade da paciente.

"É bom esclarecer que vasos são as estruturas por onde circula o sangue. Compreendem basicamente as artérias e as veias, que possuem diversos calibres. Quando falamos em varizes, estamos nos referindo à dilatação de veias maiores. As microvarizes são de veias menores", completa a especialista.

Como prevenir o problema

Conforme a médica explica, é considerado um mecanismo de prevenção usar protetor solar diariamente, de acordo com o tipo de pele. "No corpo, pode-se prevenir praticando exercícios físicos regularmente, de maneira a estimular a microcirculação dos membros inferiores e, dessa maneira, prevenir o aumento da pressão venosa", adiciona.

Segundo Dra. Joana, isso pode reduzir o aparecimento tanto de telangiectasia quanto de varizes. Entre outros hábitos preventivos, está o uso de meias elásticas, não fumar, não consumir bebidas alcoólicas, adotar uma alimentação balanceada e consumir no mínimo dois litros de água por dia.

Você se incomoda com os vasinhos nas pernas? As dicas do artigo foram úteis? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de beleza aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
varizes
circulação
tratamento estético
telangiectasia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ