Estética

22/06/2015 11:31 - Atualizado em 28/11/2016 08:19

Mini-lipo promete resultados rápidos para o corpo

Cirurgia para remover gorduras é semelhante à lipoaspiração e requer os mesmos cuidados.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Apesar da nomenclatura diferente, a mini-lipo é apenas uma variação menor da lipoaspiração. Com procedimentos cirúrgicos iguais, ela apenas tem uma duração menor e um corte reduzido. O Conselho Federal de Medicina não reconhece a técnica pela variação de nomes. Por isso, apenas o termo “lipoaspiração” é aceito para realização em hospitais.

Aproveitando-se da falta de informação do público, muitas clínicas fazem a cirurgia de mini-lipo afirmando que é diferente do principal procedimento de retirada da gordura corporal. Por isso, é necessário ter muita atenção nas consultas prévias, procurando sempre um profissional capacitado e hospitais reconhecidos para tratamentos estéticos.

Saiba mais sobre a mini-lipoaspiração e como é feita.

mini-lipo

Lipoaspiração e mini-lipo são iguais?

A mini-lipo é também uma lipoaspiração, porém feita em locais menores do corpo para remover pequenos acúmulos de gordura. Geralmente, ela é feita nos glúteos, nos culotes e nos flancos. O objetivo principal é contornar o corpo, dando maior simetria e curvas, por meio de um procedimento cirúrgico que utiliza as mesmas técnicas da lipoaspiração tradicional.

Os cirurgiões, em geral, não utilizam o termo “mini” para as lipoaspirações. Todas as cirurgias plásticas devem ser consideradas com a mesma seriedade e “diminuir” a técnica, mesmo que na nomenclatura, tira um pouco do valor real do procedimento. Por isso, a mini-lipo é vista como uma forma mais rápida e menor da lipoaspiração.

A cirurgia é feita por meio de cânulas, que são introduzidas no corpo pelo cirurgião plástico para remover o excesso de gordura. Ela é sugada para fora, moldando as curvas do corpo. Na versão mini da lipoaspiração, é retirado no máximo um litro de gordura.

O procedimento é mais procurado por pacientes que já sejam magros, mas, por razões estéticas, queiram remover gordura localizada. Também é buscado por pessoas que, mesmo com rotina de exercícios e alimentação equilibrada, não consigam emagrecer.

Como é feita a mini-lipo?

Após a aplicação de uma anestesia, as células de gordura recebem uma solução líquida para que aumentem de tamanho. Um ultrassom estético cria ondas que provocam fissuras nas células e as fazem explodir. Quando atingem uma forma líquida, ficam dispersas e prontas para serem eliminadas do corpo.

Como a retirada de gordura é menor, na mini-lipo, o pós-operatório também costuma ser mais tranquilo. O inchaço geralmente é menor e as manchas roxas, também.

Depois da cirurgia, é recomendável a realização de drenagens linfáticas para acelerar a recuperação, aliviar as dores e modelar o corpo. Como é um procedimento igual à lipoaspiração, podem ficar cicatrizes suaves em lugares escondidos.

Apenas o cirurgião plástico especializado é autorizado a realizar o procedimento cirúrgico para remoção das gorduras. Nunca faça qualquer cirurgia em clínicas e consultórios que não sejam reconhecidos pelos órgãos médicos brasileiros.

Mesmo a mini-lipoaspiração deve ser feita em um hospital para garantir maior segurança aos pacientes, uma vez que as complicações podem ser as mesmas de um procedimento de grande porte.

Você já fez uma lipoaspiração? Como foi o resultado? Conte para nós! E aproveite para conferir as novidades de beleza do Vivo Mais Saudável.

TAGS
lipoaspiração
gordura localizada
culote
pneuzinhos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ